Segunda, 10 Mai 2021 19:34

“Um marco para a mobilidade urbana já que a cidade vem crescendo exponencialmente”

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
“Um marco para a mobilidade urbana já que a cidade vem crescendo exponencialmente” Luiz Alves/Secom

Prefeito fala sobre os benefícios para o trânsito com o novo viaduto Murilo Domingos.

Cuiabá não para de crescer, e com isso, a mobilidade urbana é diretamente afetada devido ao aumento do número de veículos nas ruas. Pensando nisso, o prefeito Emanuel Pinheiro, decidiu planejar e entregar para a população dois grandes viadutos construídos com recursos próprios do município. O primeiro foi o viaduto José Maria Barbosa (Juca do Guaraná Pai), na Avenida das Torres. E no último dia 10, foi a vez do Viaduto Murilo Domingos, na avenida Beira Rio. 

"A região era complicada de congestionamento por causa da demanda da Beira Rio tanto para quem vinha da ponte Sérgio Motta e quem  transitava pelo córrego do Barbado. Se compararmos com o viaduto Juca do Guaraná, após o término da obra não tivemos nenhum problema. E a expectativa é que agora consigamos melhorar ainda mais a mobilidade de trânsito na região e assim, beneficiando os condutores que estão na Fernando Corrêa e Carmindo de Campos. Esse novo viaduto desafogará essas rotas. Sem falar que está ligado a Várzea Grande e vai descarregar o congestionamento na Ponte Velha e Julio Muller. Então vai melhorar esses acessos e a Cuiabá - Várzea Grande e todos os demais entorno", explicou o prefeito da Capital.  

O prefeito lembra que a articulação do deputado federal, Emanuel Pinheiro da Silva Primo - o  Emanuelzinho, foi imprescindível para que  Banco do Brasil liberasse o recurso para que  Cuiabá realizasse essas duas grandes obras de mobilidade urbana. O prefeito garante também que a Prefeitura de Cuiabá fará construção de uma trincheira onde fica hoje a rotatória do Círculo Militar, na avenida Miguel Sutil e  e mais um viaduto na Avenida Archimedes Pereira Lima (estrada do Moinho) no bairro Jardim Universitário, em frente à fábrica da Brahma.

“É uma obra extremamente importante para essa região, que há muitos anos sofre com o problema de congestionamento. Estamos construindo uma estrutura de mobilidade urbana com qualidade, possível graças ao apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho, que teve importante participação nas tratativas com o Banco do Brasil”, explica o prefeito Emanuel. 

Paisagismo

Além de melhorar a mobilidade urbana em uma das regiões mais movimentadas de Cuiabá, o Viaduto Murilo Domingos, também contribui para o embelezamento da cidade. Isso porque, além das etapas ligadas à área estrutural, a construção do elevado englobou também a execução de um projeto de paisagismo.

O trabalho contou com plantio de grama, palmeiras e outras espécies de plantas ornamentais, que ajudam a deixar o visual do viaduto ainda mais contemplativo.

Também foi realizada a pintura dos pilares de sustentação com elementos símbolos da nossa Capital. Participaram desse projeto os seguintes artistas plásticos regionais: Fred Fogaça, participam desse trabalho os artistas Régis Gomes, Benedito Silva, Zilda Barradas, Babu 78, Vitório “Nico” e Sérgio Venny.

 Viaduto Murilo Domingos

 Possui 200 metros de extensão, 18 metros de largura e 150 metros de muro em escama de concreto. A estrutura conta ainda com 64 vigas de uma ponta a outra. A iluminação da estrutura é feita por lâmpadas do tipo LED que, além de mais econômicas, também são responsáveis por dar maior claridade aos locais em que são utilizadas. No total, a parte superior do elevado conta com 34 postes instalados e a outras 32 luminárias na inferior.

Os estudos de viabilidade realizados para a implantação do viaduto apontaram que o fluxo de veículos tem sido cada vez mais crescente na região, o que resulta em quilômetros de congestionamentos com a espera de mais de 30 minutos, durante o horário de pico.

De acordo com a sondagem, a execução da intervenção pontual na Beira Rio deve duplicar a capacidade do cruzamento, atendendo de forma direta 9 mil pessoas por hora/pico e, indiretamente, 145 mil habitantes do entorno.

 

Ler 106 vezes