Sexta, 18 Junho 2021 05:00

Doação de sangue em MT tem queda de 40%

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Doação de sangue em MT tem queda de 40% Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Campanha Junho Vermelho visa reforçar estoques de hemocentros.

O Ministério da Saúde estima que, no ano passado, devido à pandemia de covid-19, o número de doações tenha diminuído 20%, na comparação com o ano anterior. No primeiro trimestre de 2021, a taxa de doação voluntária da população brasileira era de 1,6%, dentro do padrão estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A campanha Junho Vermelho, realizada este mês por instituições públicas e privadas da área da saúde, busca conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue. A ação ganha ainda mais relevância no contexto da pandemia, já que, por medo, muitas pessoas deixaram de fazer o procedimento.

É o que explica a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanella. Em entrevista para a TRT FM 104.3, emissora de rádio do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso, ela conta que a queda foi de quase 40% na comparação entre 2020 e 2019.

No bate-papo, Zanella fala das medidas que o MT Hemocentro vem adotando para dar mais segurança a quem deseja doar, como a possibilidade de acompanhar os estoques de cada tipo sanguíneo on-line e o tempo de resguardo para quem teve covid-19 ou tomou vacina para a doença.

Confira os principais trechos da entrevista:

 Qual o panorama da doação de sangue hoje em Mato Grosso?

De 2019 para 2020 houve uma queda de 37% no número de pessoas que procuraram o banco de sangue para fazer doações.  Agora percebemos que houve uma diminuição maior porque muitos, principalmente do grupo de risco, estão com receio de ir ao banco de sangue devido à pandemia.

 Como a campanha Junho Vermelho pode contribuir para melhorar esse cenário?

Em todo território brasileiro houve uma diminuição do número de doadores, havendo necessidade de fortalecimento. O Junho Vermelho é uma campanha bastante especial porque é no mês do Dia mundial do doador de sangue, comemorado em 14 de junho.

A data foi escolhida pela OMS e é muito importante aqui no Brasil, já que é no mês anterior a julho, quando, em razão das férias escolares, as doações costumam ter uma queda. Muitos pais, em razão das férias dos filhos, não fazem doações nesse período. Por isso o Junho Vermelho é fundamental para incentivar os brasileiros a doarem.

Durante a campanha muitos órgãos públicos e privados buscam fazer parceria conosco para que seus colaboradores se solidarizem com toda a população. Esse ato voluntário e altruísta é fundamental! Essas parcerias com as instituições são fundamentais para que continuemos com os doadores de repetição, que são aqueles que vem sempre e são fundamentais para que a gente consiga manter os estoques de sangue necessários.

Essas campanhas maiores também trazem novos doadores que, ao doar uma vez, podem se tornar doadores de repetição, que são muito importantes para o país. Os homens podem doar de dois em dois meses e as mulheres de três em três.

 Quais informações podemos encontrar no site do MT Hemocentro e como fazer o agendamento?

Nós temos um site MT Hemocentro disponível no link: mthemocentro.saude.mt.gov.br. Nele dá para verificar o estoque de sangue e ver se está no nível estável ou crítico. Isso é importante porque, por exemplo, se sou B+ vejo que o meu tipo de sangue está com estoque estável, posso esperar um pouco mais para doar. Fazer uma coleta de sangue direcionada a esses dados é fundamental.

E outra facilidade para o doador é o fato das pessoas mesmo poderem agendar vendo a disponibilidade de dias. O sistema pode ser acessado por este link via navegador de qualquer dispositivo que possua conexão com a internet (celular, tablet, computador e notebook).

Também continuamos agendando por meio dos telefones (65) 3623-0044 (ramais 221 e 222) e whatsApp (65) 98433-0624. Tudo para dar mais acesso ao doador e conseguir o maior número de pessoas aqui dentro com segurança. O agendamento é fundamental para conseguir manter o distanciamento social. Procuramos atender no máximo cinco doadores a cada meia hora e assim cuidar da saúde do doador, que é tão precioso para nós.

 Existem problemas relacionados a doadores que marcam, mas não vão?

Hoje existe sim um problema de pessoas que agendam e não vão. A partir do momento que se faz o agendamento, é importante que, se não puder ir, nos avise para que a gente abra esse horário para outro doador. É fundamental esse cuidado!

 Quem pode fazer a doação de sangue?

Todas as pessoas saudáveis. Devem ter mais de 50 kg e entre 16 a 59 anos. Se tiver menos de 17 deve vir acompanhado de um representante legal que deve acompanhar o procedimento. Quem teve covid-19, aquela covid leve, pode sim fazer doação depois de 30 dias.

Se tomou a vacina da Pfizer ou AstraZeneca é preciso aguardar sete dias para doar. Se tomou Coronavac precisa aguardar 48 horas para fazer a doação de sangue.

A pessoa deve vir alimentada. Não pode vir em jejum. Se vier após o horário de almoço deve aguardar 2 horas depois de se alimentar para doar. Também é necessário trazer documentos pessoais com foto, ter dormido bem na noite anterior porque o repouso é fundamental para uma doação de sangue segura.

É um procedimento bastante seguro. Estamos cuidando de toda questão de higienização e biossegurança para garantir a segurança tanto da equipe quanto dos doadores de sangue que vêm aqui fazer esse gesto tão bonito.

Agradecemos muito essa parceria com o TRT/MT que temos há muitos anos para os servidores virem aqui fazer a doação no MT Hemocentro.

A sede do MT Hemocentro está localizada na Rua 13 de junho, 1.055, Cuiabá, Centro Sul. O funcionamento regular da unidade ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

 

 

Ler 16 vezes Última modificação em Quinta, 17 Junho 2021 12:50