Domingo, 19 Setembro 2021 05:00

“Se cuidar é um verdadeiro ato de amor-próprio”

“Se cuidar é um verdadeiro ato de amor-próprio” Foto: Ilustrativa

Saúde física e mental são primordiais para uma vida plena.

O número de pessoas com algum tipo de transtorno mental e de ansiedade, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cresce de forma exorbitante. Atualmente cerca de 300 milhões de pessoas no mundo possuem algum transtorno, sendo o Brasil o líder no ranking em transtornos de ansiedade, com 9,3%. 

O assunto ainda é tabu em diversos aspectos. Por isso, visando ampliar e promover o debate a Unimed Cuiabá, ao longo do mês, traz em suas redes sociais conteúdos sobre o cuidado com a saúde mental. O material faz parte da Aquarela da Saúde e tem por finalidade a educação em saúde e o autocuidado, tendo como foco o “Setembro Amarelo”, com o tema “Se cuidar é um verdadeiro ato de amor-próprio”. 

O médico psiquiatra Dr. Nicolau Ávila Cruz gravou um vídeo sobre o tema. Para assistir basta acessar  https://youtu.be/QOdtidKTpGM). Ele explica que fatores individuais, sociais, culturais, econômicos, políticos e ambientais podem ser determinantes para o desequilíbrio emocional. Tudo isso se torna ainda mais intenso em decorrência da pandemia da Covid-19, especialmente, para quem possui transtornos marcados pelo medo e preocupação ativados. “A Saúde Mental de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências e ao modo como lida com os seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções. Por isso é primordial o reforço nas ações para manter a saúde física e mental. Se cuidar é um verdadeiro ato de amor-próprio.”

O especialista ressalta que ter saúde mental engloba alguns pontos como:

  • Estar bem consigo mesmo e com os outros;
  • Aceitar as exigências da vida;
  • Saber lidar com as boas emoções e com aquelas desagradáveis, mas que fazem parte da vida;
  • Reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário.

Entre as dicas para manter a saúde física e mental estão a prática de exercícios físicos de forma regular, alimentação equilibrada, dormir bem e manter consultas médicas e exames regulares. “O cuidado integral com a saúde auxilia na conquista de bons hábitos que impactam de forma positiva a vida. A construção é diária, por isso a regularidade é tão importante.”

O especialista frisa ainda que saber lidar com as emoções negativas faz parte da vida, e quando isso não é possível, buscar ajuda profissional é necessário. “Devemos quebrar paradigmas e sempre estar sensíveis aos sinais que nosso corpo manifesta. Seja com aparecimento de sintomas físicos, como tremores, cansaço, sensação de falta de ar ou asfixia, coração acelerado, entre outros. O diagnóstico e tratamento se torna mais eficaz quando feito no início, favorecendo a vida plena. Afinal, se cuidar é um verdadeiro ato de amor-próprio”.

 

Ler 57 vezes