Terça, 12 Mai 2020 06:00

“A moda é menos quantidade e mais qualidade”

“A moda é menos quantidade e mais qualidade” Foto: Divulgação

Telma Ribeiro Preza, personal stylist, consultora de moda e empresária faz considerações importantes sobre o momento que estamos vivendo e sobre o futuro da moda

Após a pandemia, nada será como antes. E o mundo da moda? Mais ética e sustentável, provavelmente será a principal mudança. Para Telma Ribeiro Preza, personal stylist, consultora de moda e empresária, a moda em série está com os dias contados. “Tudo muda, inclusive a moda. Ela acompanha a evolução dos tempos, a história. A moda é muita dinâmica. A ditadura da moda está sendo repensada”, observa.

O importante hoje é ter estilo próprio, respeitar a identidade pessoal e a imagem. Conforme a personal stylist, a moda hoje é menos quantidade e mais qualidade. “Luxo hoje é roupa sustentável, feita para durar, confortável, caimento, modelagem perfeita, toque agradável ao corpo”.

Segundo a consultora de moda, tecidos baratos e descartáveis tem alto índice de poluição. “A grande maioria são derivados do petróleo como o poliéster que demora cerca de 200 anos para se decompor. Hoje, há tecidos inteligentes, sustentáveis , derivados de madeira reciclada, bambu, além das fibras naturais não poluentes, algodão orgânico, entre outros”, frisou Preza.

Avalia ainda que é tempo de pensar no planeta, na sustentabilidade, focar nas questões ecológicas e de sobrevivência da humanidade. “Dizer não ao trabalho escravo, ter responsabilidade social. As empresas de moda, que não respeitarem estes aspectos, vão ser mal vistas pelos consumidores em geral”.

Hoje, na percepção de Telma, já está claro que o coronavírus levará a uma nova era. “Sempre que há uma guerra ou uma pandemia, muda-se tudo. Ocorrem transformações econômicas, estruturais, científicas. O mesmo acontece com a indústria da moda, que hoje é uma fonte de emprego e economia no mundo. A moda sempre contou e registrou a história e mudanças na humanidade.

Na sequência, certamente a moda será mais localizada, valorizando a mão de obra local, seus artesãos, e menos globalizada”, disse Telma Preza.

SERVIÇO:

Marias’ Boutique

(65) 98477 2100

 

Ler 4400 vezes Última modificação em Segunda, 11 Mai 2020 18:37