A infectologista Maria Isabel de Moraes Pinto, pontua a relevância de se estar ciente de que existem várias doenças respiratórias que podem ser transmitidas e muitas delas são passíveis de prevenção através de vacinação.

Os casos de infecções virais em crianças aumentaram nas regiões onde houve maior retorno às aulas presenciais, segundo boletim InfoGripe, da Fiocruz. É o caso de Cuiabá que tem diagnosticado mais casos de vírus respiratório sincicial. Conforme Maria Isabel de Moraes Pinto, infectologista e especialista em vacinas do Cedic Cedilab/Dasa, é um vírus que ainda não existe vacina. Os sintomas mais comuns são coriza, tosse e febre. “No entanto, principalmente em crianças pequenas, pode ter um desenvolvimento com dificuldade de respirar e precisar de internação hospitalar”, observa a especialista. Segundo a médica, ainda não há casos expressivos de internação. Porém, ela sugere atenção.

“Observo aí um problema. Muitas pessoas não se vacinaram contra a Influenza, incluindo crianças, mesmo diante da possibilidade de realizar na rede pública gratuitamente na oportunidade em que foram disponibilizadas”.

Para a infectologista é necessário que a gente tenha cuidados especiais. De acordo com ela, não se deve deixar de lado a higiene das mãos, a lavagem dos brinquedos em comuns e o uso de máscaras para evitar que essas infecções aconteçam de uma maneira descontrolada. “Algo muito importante é que frente a essas infecções respiratórias, mesmo que pouco sintomáticas, seja feita a testagem visando diagnosticar a infecção pelo SARS-CoV-2 e que nos casos mais graves que possa indicar internação é necessário que se faça a testagem de outros vírus. “Sabemos que é uma testagem desagradável, porém muito importante. Visa não somente o diagnóstico, mas a possibilidade dessa criança poder passar para outros indivíduos, bem como a necessidade de isolamento nesse caso”, friosu a doutora.

Raramente um paciente faz teste para esses tipos de vírus, porque eles são caros e os planos de saúde não cobrem. “Realmente esse diagnóstico de outros vírus respiratórios são caros e nem sempre são contemplados pelos convênios médicos. Mas em algumas situações eles podem fazer a diferença, principalmente em crianças”, destacou.

Por fim, ela pontua a relevância de se estar ciente de que existem várias doenças respiratórias que podem ser transmitidas e muitas delas são passíveis de prevenção através de vacinação. Alerta ainda para a quantidade de pessoas e crianças que estão com a vacinação desatualizada. “Ainda está disponível a importante vacina influenza.  Quem não se vacinou, deve se vacinar. Atualizar as outras vacinas. Há doenças respiratórias graves como coqueluche que podem ser prevenidas através de vacinação, bem como as causadas pelo pneumococo. Então é de suma importância colocar a carteira vacinal em dia, inclusive se vacinando contra a influenza”, ponderou a médica.

 

 

A já tradicional Black Friday acontece durante uma semana inteira na Unimed Cuiabá, entre os dias 22 e 26 de novembro. Os clientes que aderirem a qualquer um dos planos de saúde ganham uma mensalidade inteiramente grátis.    

A mensalidade grátis se aplicará em formato de desconto progressivo no decorrer do primeiro ano do plano, sendo 20% de desconto no pagamento da primeira mensalidade, 30% no pagamento da sexta mensalidade e de 50% no pagamento da 12ª mensalidade. Também terá a redução de 60 dias nas carências, exceto para parto e doenças preexistentes.    

De acordo com o diretor de Mercado, dr. Celso Firmo Rodrigues, a cooperativa decidiu oferecer inúmeros benefícios aos novos clientes por conta da situação econômica atual. “Ter um plano de saúde para a família está entre os três principais sonhos dos brasileiros. Sabendo disso e entendendo a atual situação econômica vivida por todos, decidimos auxiliar às famílias oferecendo vantagens financeiras para que tenham um maior cuidado e tranquilidade com a saúde”, explicou ele, complementando que os vendedores estarão atendendo das 8h às 18h, entre os dias 22 e 26 de novembro, inclusive no fim de semana.    

Os planos de saúde Unimed Cuiabá poderão ser adquiridos pelo telefone (65) 3612-3101  ou por um dos Corretores Credenciados Exclusivos. 

No site da Unimed Cuiabá, na aba Quero Ser Cliente, estão informações detalhadas dos planos oferecidos pela Cooperativa e a lista dos corretores credenciados.  

 https://www.unimed.coop.br/site/web/cuiaba/quero-ser-cliente 

*Consulte Condições: (65) 3612-3101

Sexta, 19 Novembro 2021 05:00

“Tenho Depressão. E agora?”

Cuiabá terá segunda edição do Talk Show. Programação está focada nas novas tecnologias, tratamentos e formas de abordagem e acolhimento.

 A segunda edição do Talk Show “Tenho Depressão. E agora?” será realizada na terça-feira (23/11) no Cine Teatro Cuiabá. O evento discutirá saúde mental a partir de três dimensões- corpo, mente e espírito - e terá contribuição de profissionais multidisciplinares para cumprir esta tarefa. O encontro começa às 19h e acaba às 22h. O valor do ingresso é R$ 49,90 e dá direito ao livro “Tenho Depressão. E agora?”, de Alan Barros.

Também haverá possibilidade das pessoas solicitarem o ingresso social autodeclarado. Quem não tem condições financeiras de pagar pode recorrer a este recurso, que não conta com a necessidade de apresentação de nenhum documento. Vale apenas a honestidade do participante.

Do total arrecadado, uma parte será doado a Lírios – Organização da Sociedade Civil de Apoio Psicossocial Gratuito às Mulheres em Situação de Violência. O organizador do evento e palestrante, Alan Barros, explica que o objetivo principal não é obter lucros e sim criar um ambiente de partilha, onde todos possam trocar experiências, conhecimento e informações.

Este é o segundo evento deste modelo organizado por Barros. O primeiro foi em junho de 2017, meses antes dele lançar o livro. Naquela ocasião, foram trabalhados os temas depressão, ansiedade, suicídio, superação, auto-amor e autoconhecimentos em uma esfera conceitual. A programação estava focada em levar a compreensão do que é saúde mental e seus termos.

Agora, neste evento, o objetivo é galgar mais um degrau dentro da discussão. Trabalhar com as novas pesquisas publicadas sobre o tema e suicidologia, dificuldades trazidas pela pandemia do covid-19, os tratamentos e as melhores maneiras de se fazer o acolhimento de forma segura.

A programação

A abertura do evento será com uma palestra de Alan Barros. Ele sentiu na pele os danos que uma saúde mental frágil pode causar e chegou à beira de uma atitude extrema, que serviu de ignição para uma trajetória de estudos, tratamentos e autoconhecimento.

No decorrer de 20 anos, ele estruturou um grande arcabouço de informações, histórias e experiências que o levaram a superação daquele momento e a necessidade de compartilhar todo aprendizado desse percurso de forma acessível.

Parte da experiência está descrita no livro, que as pessoas irão receber ao pagar o ingresso. Vale lembrar que desde o lançamento da publicação, em 2017, novos estudos, novas reflexões e tecnologias fizeram com que alguns sentidos fossem ressignificados. E, essas atualizações estão na programação.

Logo em seguida, será a vez dos convidados. Barros explica que a mente do ser humano é algo vasto e que para chegarmos perto do entendimento precisamos de diferentes lentes, que juntas constroem um entendimento multidimensional. Respeitando essa complexidade, ele convidou um time de especialistas de diversas áreas. Pessoas de renome no mercado e que poderão auxiliar os participantes no processo de conhecimento e autoconhecimento.

No palco estarão a psicóloga Flávia Haddad, o médico psiquiatra Manoel Vicente, a terapeuta integrativa Emanuelle Cálgaro e a especialista em comportamento digital Maria Augusta Ribeiro.

Após as falas, o espaço será aberto para perguntas e respostas e o objetivo é fazer com que as pessoas se sintam à vontade para apresentar as dúvidas sem ressalvar, censuras ou julgamentos.

Serviço:

O que: 2º Talk Show “Tenho Depressão. E agora?”

Quando: terça-feira (23)

Onde: Cine Teatro Cuiabá

Valor do ingresso: R$ 49,90 (com direito ao livro “Tenho Depressão. E agora?”) 

Unesp encontra forma criativa e sustentável de aproveitar fruto.

Muitos cosméticos são produzidos a partir de matérias-primas naturais, que estão disponíveis a baixo custo e sem agredir o meio ambiente. E ainda ajudam a movimentar a economia e ajudar pequenos produtores.

É o caso do pequi, muito utilizado na culinária no cerrado brasileiro, principalmente pela população de Goiás. Além da alimentação, o óleo de pequi, extraído da polpa e da amêndoa do fruto, já é utilizado na indústria farmacêutica e de cosméticos. Mas, o que sobra do pequi após esse processo, equivalente a 90% do fruto, geralmente é descartado, gerando um desperdício de centenas de toneladas por ano.

Isso, no entanto, pode mudar. Pesquisadores da unidade de Assis da Universidade Estadual Paulista (Unesp), encontraram uma forma criativa, sustentável e barata de aproveitar essa matéria-prima natural. Em estudos que começaram em 2016, os cientistas desenvolveram dois novos produtos a partir dos resíduos da fruta: um creme anti-inflamatório e um protetor solar com propriedades antioxidantes, capazes de retardar o envelhecimento da pele.

A professora da Unesp em Assis, Lucinéia dos Santos, cita as vantagens dessa descoberta e destaca benefícios que o aproveitamento das sobras do pequi vai proporcionar. Segundo ela, além dos benefícios no campo da cosmética, a economia social das famílias que dependem do fruto também pode melhorar com o aproveitamento desse material de forma sustentável.

Ainda segundo a pesquisadora, os produtos desenvolvidos com o resíduo do fruto apresentaram resultados promissores em testes farmacológicos.

As novidades já foram patenteadas pela Agência Unesp de Inovação e aguardam aprovação da Anvisa para serem comercializadas.

 

Sexta, 05 Novembro 2021 19:32

“Saúde é atitude”

 Novembro é o mês de conscientização sobre os cuidados com a saúde do homem.

Em novembro a Unimed Cuiabá reforça as atividades educativas na Aquarela da Saúde, visando à conscientização sobre os cuidados à saúde do homem. Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil aproximadamente 40% dos homens até 39 anos e 20% daqueles com mais de 40 só vão ao médico quando se sentem mal. Boa parte deles não tem ideia de como anda o coração, nem faz exames cardiológicos. E pelo menos um terço enxerga no bem estar mental o principal desafio para ter mais saúde, atualmente. 

 O principal tabu, para o eles, é a consulta com o urologista. A falta de atenção, associada ao excesso no consumo de álcool, derivados de tabaco, sal e açúcar compromete a saúde e diminui ainda mais a expectativa de vida deste público.  

 Para o médico urologista, dr. Carlos Evaristo Metello, a falta de percepção com a saúde decorre do desconhecimento e do preconceito ainda arraigado. O especialista afirma que muitas doenças podem ser prevenidas e tratadas quando descobertas no início, e com a procura dos serviços de saúde com regularidade.  

 “É preciso desconstruir a ideia de que o homem é um super-herói e não precisa ir preventivamente ao médico. Essa ideia errônea, somada a vida corrida e a necessidade de prover o lar leva esse público muitas vezes a descobrir as doenças quando já estão em estágio avançado, quase incapacitado, o que prejudica a cura. Para cuidar o homem têm que se cuidar!”, explica Metello. 

 A prevenção representa ganho de qualidade de vida e os cuidados devem começar desde a adolescência, seguindo pela fase adulta. O rastreio ao câncer de próstata, conforme a Sociedade Brasileira de Urologia, deve ter início a partir dos 45 anos. “O desafio é sensibilizar o público masculino, afrodescendentes ou que tenham casos de tumor na família, a procurar atendimento médico e realizar os exames a partir dos 45 anos. Para os demais, o cuidado pode ter início a partir dos 50 anos. Seja por meio do toque retal ou o exame de sangue que dosa o PSA, é preciso realizar o rastreio, mas eles evitam a visita ao urologista”, destaca o médico. 

 DADOS

 A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Quando comparado com as mulheres, o tempo de vida deles é 7,6 anos menor. As doenças cardíacas (AVC, infarto, isquemia, entre outras), pneumonia, cirrose e diabetes estão entre as principais causas de mortes do sexo masculino. Além do câncer de próstata que está entre as causas mais frequentes de mortes, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). O crescimento de óbitos por esse tipo de câncer cresceu 120%, entre 1979 e 2006, segundo o instituto. 

 Isso ocorre pela dificuldade em aderir a um estilo de vida equilibrado e a falta da devida atenção em relação à prevenção cardiovascular por parte deste público. 

Outro fato preocupante é que eles, rotineiramente, trocam a consulta médica, por pesquisas na internet. “O público masculino tende a ser mais resistente ao cuidado com a saúde.  Por isso neste mês reforçamos a necessidade dessa atenção. A consulta ao especialista, realizar exames e seguir as recomendações médicas. Saúde é atitude. Leve uma vida mais saudável e incentive seus amigos”, reforça o especialista. 

AQUARELA DA SAÚDE

A atividade tem por finalidade a educação em saúde e o autocuidado. Fazem parte da Aquarela conteúdo para redes sociais, com destaque ao cuidado e prevenção. No mês de novembro o tema abordado é “Saúde é atitude! Leve uma vida mais saudável e incentive seus amigos”.  

JPO

A Jornada do Paciente Oncológico (JPO), é uma rede de apoio à prevenção, diagnóstico e tratamento de câncer com objetivo de aprimorar os cuidados que os clientes Unimed Cuiabá já recebem. Ela foi criada baseando-se nas recomendações do Projeto OncoRede da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), e implementa um novo modelo de cuidado para tratamento do câncer. 

Todos os clientes da Unimed Cuiabá diagnosticados com câncer são elegíveis para a Jornada. Os pacientes em Intercâmbio dependem da autorização da Unimed de Origem. 

 

O Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCanMT) pede ajuda da sociedade mato-grossense com a doação de fraldas adultas nos tamanhos M, X e XG. Em média, são usadas mais de 200 fraldas de cada tamanho por mês.

“O nosso estoque está quase zerado e precisamos de doações para conseguirmos atender a demanda dos pacientes. Pedimos que sejam doadas fraldas regulares, ou seja, aquelas comuns, já que os modelos em formato de vestir é muito ruim para o uso nos pacientes acamados”, aponta a Coordenadora e Responsável Técnica da Farmácia do HCanMT, Talita Caroline Brunetta de Almeida. Destacando que o HCanMT já realizou, até setembro de 2021, mais de 101 mil atendimentos.

Para ajudar com doações, leve as fraldas até a Central de Captação do Hospital de segunda-feira a sexta-feira das 7h às 18h (sem intervalo para almoço) e aos sábados das 8h às 12h. Mais informações pelos telefones (65) 3648-7567 / (65) 9.8435-0386 ou pelas redes sociais @hcanmt.

 

A capacitação com equipe multidisciplinar, organizada pelo Comitê Educativo da Cooperativa, está em sua 8ª edição virtual, sendo essa a última prevista para 2021.

As inscrições para o curso on-line de gestantes da Unimed Cuiabá seguem até quinta-feira (28/10). A capacitação com equipe multidisciplinar, organizada pelo Comitê Educativo da Cooperativa, está em sua 8ª edição virtual, sendo essa a última prevista para 2021.

A atividade gratuita é exclusiva às futuras mamães beneficiárias dos planos de saúde da Unimed Cuiabá e da rede Unimed que moram na região metropolitana da capital mato-grossense. As vagas são limitadas e podem ser feitas no (http://unimed.me/100jta)

O curso traz informações e orientações sobre os diversos aspectos que envolvem a gestação, desde o pré-natal, alterações fisiológicas durante a gravidez, aleitamento e nutrição, até os primeiros cuidados com o recém-nascido de forma teórica e prática, com abordagem multidisciplinar.  

 As aulas são ministradas por especialistas nas áreas de Obstetrícia, Nutrição, Fisioterapia, Psicologia, Anestesiologia, Enfermagem, Neonatologia e Fonoaudiologia.

 A capacitação é composta por dez módulos, inseridos na plataforma Keeps Konquest, com início no dia 1º de novembro. Mais informações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ou pelo telefone (65) 3612-3329.

 

 Uma síndrome específica do mundo do trabalho, que é resultado de níveis devastadores de estresse: trata-se da síndrome de burnout. O termo, traduzido do inglês, significa queimar completamente. O diagnóstico de burnout surgiu, pela primeira vez, em 1974 e, desde então, atinge cada vez mais pessoas. No Brasil, estima-se que 32% da população sofre com a síndrome. O país só perde para o Japão, onde 70% da população sente os efeitos do esgotamento profissional.

O psicanalista e professor da USP, Christian Dunker, explica que o burnout não acontece porque você passou um fim de semana sem dormir para entregar um projeto. “Quando você passa meses, quando você entra em anos fazendo isso, você começa a se arriscar a ter uma espécie de pane geral”, diz ele.

Foi o que aconteceu com Duly Mittelstedt. Trabalhando sem parar como pianista e professora de piano, Duly diz que um dia o cérebro dela cansou de decodificar sons. Ela não conseguia ouvir nada. Precisou parar, fez musicoterapia e mudou o ritmo de vida para se recuperar.

A jornalista Izabella Camargo corria contra o tempo para dar conta de todas as funções. Descobriu que estava com burnout depois de passar por cinco especialistas para tratar 25 sintomas. Quando voltou da licença médica, foi demitida. Hoje ela dá palestras de prevenção ao estresse no trabalho e tem uma vida mais equilibrada.

Em 2022, por determinação da Organização Mundial da Saúde, o burnout passa a fazer parte da nova Classificação Internacional de Doenças. O que, de acordo com Ana Maria Rossi, psicóloga e presidente do ISMA Brasil, trará muitos benefícios. “Em primeiro lugar, para o empregado, para o trabalhador, que poderá subsidiar essa queixa de burnout, que hoje em dia ainda é muito superficial, ela não tem um embasamento legal”, explica Ana Maria.

Pandemia

A pandemia aumentou o número de pessoas no limite do estresse. Um levantamento do portal de saúde Pebmed mostrou que 83% dos médicos da linha de frente sofreram de burnout. O teletrabalho também piorou a situação de outros trabalhadores. As vidas pessoal e profissional acabaram se fundindo, o que levou muitas pessoas a fazerem jornadas mais extensas.

Segundo a coordenadora nacional de Igualdade, do Ministério Público do Trabalho, Adriane Reis, essa nova realidade atingiu ainda mais as mulheres. “Como no Brasil nós temos uma sociedade patriarcal em que a mulher ainda é vista como a responsável pelos cuidados familiares e, nesse momento pandêmico, houve fechamento de escolas, ficou muito mais complicado para as mulheres conseguirem compatibilizar a jornada profissional e a jornada familiar.”, ressalta.

O diagnóstico da síndrome ainda é um desafio, já que muitos sintomas são similares aos da ansiedade e da depressão. Medicamentos para as duas doenças são, inclusive, usados no tratamento. Mas pesquisadores avaliam o efeito do canabidiol para os casos de burnout.

Quem já passou por isso diz que medicamentos e terapias não são suficientes sozinhos. “Não adianta você tomar remédio, fazer terapia e continuar no ambiente estressor. Ou não adianta o ambiente mudar e você continuar com comportamentos nocivos para a sua saúde. Não tem problema nenhum você vestir a camisa da sua empresa, desde que você também vista o seu pijama, desde que você também vista uma roupa para fazer uma atividade física, desde que você também vista para uma atividade de lazer.”, resume Izabella Camargo. ( Fonte: Agência  Brasil)

 

Quarta, 20 Outubro 2021 08:51

Unimed Cuiabá completa 46 anos

Com reconhecimento nacional e ampliação de rede própria, a Singular Cuiabana é a maior operadora da região, prestando atendimento a mais de 215 mil clientes, com 1.417 médicos cooperados e cerca de 1,2 mil colaboradores.

Completando 46 anos de existência nesta quarta-feira (20), a Unimed Cuiabá celebra o reconhecimento nacional e o fortalecimento da rede própria. A Cooperativa médica foi elencada entre as melhores empresas na 21ª edição do anuário Valor 1000. 

A Singular Cuiabana é a maior operadora da região, prestando atendimento a mais de 215 mil clientes, com 1.417 médicos cooperados e cerca de 1,2 mil colaboradores. São ofertados mais de 200 serviços, na rede de atendimento, entre laboratórios, clínicas e hospitais. 

Desde a fundação, em 1975, houve muitas mudanças, entretanto, a base da Unimed Cuiabá segue a mesma, firmada nos princípios cooperativistas, no cuidado e na marca Unimed, que possui autoridade incontestável e alto renome, como ratificado pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). 

Mesmo durante esse período que fomos assolados pela pandemia, a Operadora continuou buscando sempre o melhor, a prova disso é a construção do Hospital Unimed Cuiabá. 

A unidade, que já está com as obras em andamento, contará com 20 leitos de UTI, 87 de internação clínica, 20 para atendimento adulto em Pronto Atendimento e outros nove exclusivos para pediatria em PA. Além de quatro salas cirúrgicas, concentrando atendimentos de alta complexidade da rede, e, ainda, ofertando cerca de 17 especialidades integradas no ciclo do atendimento hospitalar. 

“Trabalhamos muito nesse período de tantas dificuldades, com a expectativa de que a pandemia cedesse, para nos lançarmos em uma nova jornada de renovação para fazer frente a tantas novidades na saúde suplementar. E com muito trabalho, esforço e cautela estamos conseguindo”, destacou o diretor-presidente da Unimed Cuiabá, o médico patologista Rubens Carlos de Oliveira Jr. 

Além do hospital fazem parte do Complexo Integrado de Saúde Unimed Cuiabá, o Pronto Atendimento, Fisioterapia, laboratórios, consultórios médicos e o Centro de Imagens. 

“Diante de um período tão desafiador, com a maior crise sanitária global, a Unimed Cuiabá ampliou a sua capacidade assistencial com ações emergenciais e investimentos em seus recursos próprios e serviços inovadores, cumprindo o seu papel e entregando à população o cuidado que a marca representa”, finalizou o diretor-presidente.

 

Inscrições abertas para a 8ª turma da atividade on-line da Unimed Cuiabá. As aulas são ministradas por especialistas nas áreas de Obstetrícia, Nutrição, Fisioterapia, Psicologia, Anestesiologia, Enfermagem, Neonatologia e Fonoaudiologia.

Estão abertas as inscrições para o curso on-line de gestantes da Unimed Cuiabá. A capacitação com equipe multidisciplinar, organizada pelo Comitê Educativo da Cooperativa, está em sua 8ª edição virtual, sendo essa a última prevista para 2021.

A atividade gratuita é exclusiva às futuras mamães beneficiárias dos planos de saúde da Unimed Cuiabá e da rede Unimed que residam na região metropolitana da capital mato-grossense. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas até o dia 28 de outubro. (Link de Inscrição: http://unimed.me/100jta*)

O curso traz informações e orientações sobre os diversos aspectos que envolvem a gestação, desde o pré-natal, alterações fisiológicas durante a gravidez, aleitamento e nutrição, até os primeiros cuidados com o recém-nascido de forma teórica e prática, com abordagem multidisciplinar.  

 As aulas são ministradas por especialistas nas áreas de Obstetrícia, Nutrição, Fisioterapia, Psicologia, Anestesiologia, Enfermagem, Neonatologia e Fonoaudiologia.

 A capacitação é composta por dez módulos, inseridos na plataforma Keeps Konquest, com início no dia 1º de novembro. Mais informações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ou pelo telefone (65) 3612-3329.

 

*Dr. Rubens Carlos de Oliveira Júnior*

Neste dia 18 de outubro, em que comemoramos o Dia do Médico, expressamos nossa gratidão a aqueles que se dedicam a salvar vidas. É com satisfação que reconhecemos a nobreza desses homens e mulheres, externada em cada olhar cuidadoso a um paciente. Neste ano, em especial, relembramos e agradecemos a luta travada por nossos heróis na guerra contra o coronavírus. 

Ao logo de um ano e meio, período em que fomos assolados pela maior pandemia dos últimos tempos, vimos médicos e médicas colocando sua própria saúde a prova para cumprir o juramento de atuar em prol do bem no exercício de sua profissão. 

Assistimos o sofrimento dos nossos colegas afastados da própria família, enlutados pelas vidas perdidas e consumidos pelo cansaço físico e emocional. A tristeza que assolou a todos nós, no entanto, não nos tornou menos imbatíveis no combate à Covid-19 e, por isso, mais uma vez, reforçamos nossa gratidão.

Aproveitamos para também relembrar que foi a partir dessas mesmas virtudes, de colaboração e união, que há 50 anos médicos visionários criaram o Sistema Unimed e é com enorme honra que damos prosseguimento a esse sonho. Juntos, somos o maior sistema de saúde suplementar do mundo.

Prestamos ainda nossas homenagens aos profissionais que perdemos no campo de batalha. Às famílias, gostaríamos de dizer que cada um desses médicos será eternamente lembrado pelo legado que deixaram aqui. Apesar das provas árduas, saímos dos tempos nublados mais radiantes pela certeza de que fazemos parte de uma equipe que não poupa esforços para atender e cuidar do próximo e sabemos que isso não seria possível sem a união ensejada por nosso Sistema.

A vocação do cuidar, a vontade de fazer o melhor e a certeza de que Deus está conosco é o que nos move. Por isso, temos obtido tantos triunfos, dentre eles o fortalecimento da marca e reconhecimento como maior sistema de cooperativas médicas do mundo.

Precisamos ainda agradecer a todos vocês, por terem ajudado a firmar a Unimed Cuiabá como uma das maiores em nosso sistema. Juntos descobrimos que a força que nos move reside na humanidade e na cooperação, tendo como propósito cuidar das pessoas. 

Posso dizer, com certeza, da alegria que me toma por fazer parte desta linda história de valorização da medicina, da união e da cooperação. 

Parabéns, médicos e médicas pelo nosso dia! Que Deus nos abençoe, nos mantendo firmes no propósito do nosso juramento. 

* Médico patologista, presidente da Unimed Cuiabá, presidente da Unimed Federação de Mato Grosso e diretor de Desenvolvimento de Mercado na Unimed Brasil.*

 

Abertas inscrições para o 9º Curso de Cuidadores de Idosos. A atividade é gratuita e será realizada em novembro pela plataforma Google Sala de Aula.

Estão abertas as inscrições da 9ª edição do Curso de Cuidadores de Idosos com Demência promovido pelo Núcleo de Medicina Preventiva, Viver Bem da Unimed Cuiabá. A capacitação, pela segunda vez, ocorre de forma virtual. Serão onze vídeos aula, com cerca de 30 minutos cada. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas de 11 a 28 de outubro.

A atividade faz parte do Programa Viver Melhor e visa preparar familiares e cuidadores de idosos, beneficiários da Singular Cuiabana para a lida diária. O curso completo estará disponível na plataforma Google Sala de Aula, a partir do dia 08 de novembro, às 8h.

O participante terá 30 dias para acessar gratuitamente o conteúdo na plataforma. Para isso, o mesmo precisa ter um e-mail Gmail. Podem participar familiares e cuidadores de idosos com algum tipo de demência que sejam clientes da Unimed Cuiabá.

O curso é ministrado por uma equipe multidisciplinar composta por geriatra, enfermeira, nutricionista e psicóloga e aborda temas como: demência e alterações de comportamento, prevenção de lesões, prevenção de queda e adequações do ambiente, dicas de alimentação para o idoso, estímulo ao idoso, orientações quanto ao cuidado na fase inicial, intermediária e avançada do Alzheimer e cuidados paliativos. A última aula será dedicada ao Cuidador (Cuidando do Cuidador), que também precisa de cuidados para manter o bem-estar mental.

A médica geriatra e coordenadora do programa Viver Melhor, responsável pelo curso, Waltyane Poussan, ressalta o crescente número de familiares buscando informações sobre o tema. “A adesão da família está crescendo porque cada vez mais eles querem entender sobre a doença, as formas de prevenir e como lidar com um idoso que já possui algum tipo de demência”, afirma.

SOBRE O CURSO

A ação é coordenada pelo Núcleo de Medicina Preventiva da Cooperativa - Viver Bem, por meio do programa Viver Melhor, que oferece atividades voltadas ao acompanhamento contínuo dos beneficiários com mais de 60 anos. O curso orienta e qualifica os participantes sobre as causas e tratamentos da demência em idosos, além de apresentar dicas práticas para melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem com a doença.

Mais informações pelos telefones 3612-8848/8849 ou na recepção do Viver Bem, no Edifício Work Tower, na Rua Barão de Melgaço, nº 2754, quase defronte à Unimed Cuiabá.

*Link de inscrição: https://forms.gle/dfdx8TjWSf2TpWuU7*

 

Cooperativa é destaque na 21ª edição do anuário Valor 1000. Marca figura em 32 posições entre os 50 maiores planos de saúde do país em 2021.

A Unimed Cuiabá foi um dos principais destaques na categoria planos de saúde da 21ª edição do anuário Valor 1000, publicação que elenca as melhores empresas em 26 setores e apresenta o ranking das mil maiores companhias do Brasil. A Cooperativa conquistou sua melhor posição ficando na 23ª colocação. O presidente da Unimed Cuiabá, dr. Rubens Carlos de Oliveira Junior comemorou. "A premiação demonstra a força do nosso cooperativismo e a expressão econômica e social da Unimed Cuiabá.", afirma. O anuário Valor 1000 é fruto da coleta, tratamento, tabulação e análise realizados por profissionais do jornal Valor Econômico, em parceria com a Serasa Experian e o Centro de Estudos em Finanças da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (Cef-EAESP/FGV-SP). Os vencedores deste ano foram anunciados durante a cerimônia da 21ª edição, realizada em 29 de setembro. 

*Sobre a Unimed Cuiabá* 

A Unimed Cuiabá tem 45 anos de atuação no mercado de saúde suplementar de Mato Grosso e conta com 1.417 médicos cooperados e cerca de 1,2 colaboradores. Em nível local é a maior e melhor empresa do ramo. Os mais de 215 mil clientes da Unimed Cuiabá contam com uma ampla rede credenciada. Entre laboratórios, clínicas e hospitais, são mais de 200 serviços prontos para atender com qualidade. A marca Unimed é ratificada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) como de alto renome por seu grande nível de conhecimento pelo público, autoridade incontestável e fama que ultrapassa os limites do segmento de saúde.

 

Sábado, 9 de outubro, às 10 horas, será inaugurada a nova sede do Instituto Lions da Visão - em Cuiabá. O Hospital da Visão é uma instituição de saúde, idealizada pelo Lions Club e voltada para consultas e cirurgias oftalmológicas para pessoas que não têm condições de buscar atendimento particular. O procurador aposentado Paulo de Brito Candido, ex-governador do Lions Club no ano de 2016/2017, assessor do Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LB e que atualmente é advogado na capital e em Várzea Grande fala nesta entrevista sobre a relevância desta conquista para Mato grosso. Confira, a seguir.

Blog da Condessa - O Instituto Lions da Visão inaugura nova sede em Cuiabá. O que essa conquista representa para a capital, bem como Mato Grosso?

Paulo de Brito Candido - A nova sede do Hospital de Olhos do Lions, em Cuiabá representa a concretização de um trabalho de 20 anos dos Leões de Mato Grosso nessa área de tratamento da visão, que é uma atividade mundial de Lions Internacional. Cuiabá e Mato Grosso passarão a contar com um dos maiores hospitais de tratamento especializado do Centro- Oeste, voltado ao atendimento do carente e necessitado.

Blog da Condessa – Qual a sua participação no contexto desse avanço?

Paulo de Brito Candido - Eu estou contribuindo com essa grande obra desde sua fundação, que aconteceu na virada do milênio. Ou seja, no ano 2000. Fui diretor financeiro por cinco anos e depois continuei contribuindo, como faço até hoje. Em 2016 tive a oportunidade de exercer a governadoria do Distrito LB-4, que abrange todo o Estado de Mato Grosso e consegui motivar ainda mais os companheiros dos clubes e as autoridades públicas a ajudarem na conclusão dessa grande obra.

Blog da Condessa - O Hospital da Visão é uma instituição de saúde, idealizada pelo Lions Club e voltada para consultas e cirurgias oftalmológicas para pessoas que não têm condições de buscar atendimento particular?

 Paulo de Brito Candido - Exatamente. O Instituto Lions da Visão é uma entidade que já existe desde sua fundação, no ano 2000 e já vem prestando relevantes serviços nessa área oftalmológica desde então. Atualmente ele atende no seu antigo endereço, situado no Bairro Baú, nesta capital e, a partir de sábado (9/10), com a inauguração da nova sede, passará a atender lá nos altos da Avenida do CPA, bem ao lado do Hospital de Câncer, exclusivamente para  pessoas hipossufientes.

Blog da Condessa - A estrutura de uma nova sede simboliza muito mais do que, apenas, cuidar da visão das pessoas?

Paulo de Brito Candido - Sim. A nova sede do Hospital do Lions significa a consolidação de um belo trabalho dos Leões de Mato Grosso nessa missão altruísta de tratar ou devolver a visão a milhares de pessoas carentes que buscam atendimento lá. É uma demonstração de que o voluntariado do Lions está sendo útil à sua comunidade. A força e união dos companheiros Leões de Mato Grosso estão fazendo acontecer na área da visão de todo o Estado. Por sinal, em Sinop foi inaugurado recentemente também um outro hospital da visão, para atender o Nortão de nosso estado.

Blog da Condessa m- A nova sede abrange atendimento para todo estado? O que irá oferecer?

 Paulo de Brito Candido-  Em relação ao atendimento do novo hospital, ele será direcionado mais a grande Cuiabá e a região Sul do Estado, uma vez que o Nortão já conta com o Hospital Helen Keller em pleno funcionamento na cidade de Sinop. Além dos atendimentos mais simples, como catarata e ptirigio, na nova sede será possível realizar outros procedimentos como: glaucoma, vitrectomia e até mesmo transplante de córnea.

Blog da Condessa - A nova sede do hospital oftalmológico Instituto Lions da Visão será referência?

 Paulo de Brito Candido -  Sim. A nova sede, além de vir a se tornar referência no tratamento da visão poderá, também, se tornar um centro de estudo e pesquisa. Temos um projeto, para o futuro, de nosso novo hospital se transformar em Centro de Especialização em oftalmologia, evitando que os futuros médicos tenham que fazer residência médica nessa área em São Paulo ou outro grande centro.

Blog da Condessa – Comente, por favor, sobre a capacidade de atendimentos.

Paulo de Brito Candido - O novo hospital terá capacidade para atender centenas de pacientes, diariamente, o que irá ocorrer gradativamente, para não tumultuar e provocar filas. O espaço interno é bem amplo e atenderá adequadamente toda a população mais carente de nosso estado, com muito conforto e tranquilidade.

Blog da Condessa – Atende somente pelo Sistema Único de Saúde – SUS?

 Paulo de Brito Candido - Desde sua fundação o Instituto Lions da Visão só atende pacientes do SUS e faz questão de continuar assim por uma filosofia própria de Lions internacional que é servir desinteressadamente. Não se cobra nada no ILV e esperamos continuar não cobrando

 Blog da Condessa - Qual reflexão o senhor sugere diante dessa conquista?

Paulo de Brito Candido - A maior reflexão que nós Leões tiramos dessa grande obra é que, agindo com ética e respeito aos nossos semelhantes é possível realizar serviços que, efetivamente, ajudam o ser humano. É muito emocionante ver um ancião que não mais enxergava, ao tirar o tampão de sua vista, contemplar, pela primeira vez, o rosto de um netinho. O choro de todos é compulsivo. Daí a grande lição de que devemos estender as mãos para ajudar e não para pedir.     

Página 1 de 13