Blog da Condessa

Blog da Condessa

O governador Mauro Mendes anunciou, na tarde de segunda-feira (16.03), as medidas que serão adotadas pelo Governo do Estado na prevenção e combate ao Coronavírus.

As principais ações adotadas são:

1- Criação do Gabinete de Situação, coordenado pelo governador e integrado pelos secretários de Estado da Casa Civil, Saúde, Segurança Pública, Planejamento e Gestão, Fazenda, Educação e PGE;

2- Suspensão das aulas na rede estadual, municipal e superior de ensino no período de 23 de março a 5 de abril, a título de antecipação de recesso/férias;

3 - Suspensão da participação de servidores nas atividades de capacitação, treinamento ou eventos, tanto internacional quanto interestadual;

4 - Suspensão dos eventos realizados pelo Estado, em ambiente fechado, com público superior a 200 pessoas e recomendação para a não realização por parte do setor privado;

5 - Servidor com suspeita de contaminação ficará em isolamento domiciliar. Além disso, os servidores que retornaram de viagens internacionais ou que tenham tido contato com pessoas contaminadas ficarão pelo regime de teletrabalho pelo período de 14 dias;

6 - Requisição administrativa de serviços de saúde, profissionais de saúde e equipamentos;

7 - Autorização para realização de despesas, para aquisição de bens/serviços/insumos de saúde, com dispensa de licitação.

O que o decreto muda para os Servidores do Governo de MT

O Decreto nº 407, assinado nesta segunda-feira (16.03) pelo governador Mauro Mendes, traz medidas que precisam ser seguidas pelos servidores públicos do Estado de Mato Grosso, no caso de contato com pessoas que foram contaminadas pelo coronavírus ou viajaram para locais com foco da doença.

O servidor com suspeita de contaminação pelo vírus, conforme o protocolo estabelecido pelas autoridades sanitárias, deverá comunicar o fato à chefia imediata, e passar a atuar pelo sistema de teletrabalho. Ele ficará afastado trabalhando da sua residência pelo prazo de 14 dias. 

Para evitar a transmissão do vírus no Estado, o governo também determinou, via decreto, a suspensão das atividades de capacitação, de treinamento ou de eventos coletivos realizados pelos órgãos ou entidades da administração pública estadual direta e indireta que impliquem em aglomeração de pessoas. Também estão suspensos eventos acima de 200 pessoas em ambientes fechados.

O decreto também suspendeu a participação de servidores ou empregados de empresas públicas em eventos internacionais e interestaduais. O Gabinete de Situação irá autorizar o deslocamento somente em caso de extrema necessidade.

Para os servidores da Educação Estadual, as aulas foram suspensas a partir do dia 23 de março até o dia 5 de abril. Esse período é a título de antecipação do recesso.

O Governo também suspendeu as concessões de afastamentos aos profissionais vinculados às Secretarias de Estado de Segurança Pública e de Saúde, incluídos os afastamentos já deferidos, cuja fruição não se tenha iniciado.

 

 

Terça, 17 Março 2020 06:54

Resguardo à população

Prefeitura de Cuiabá cria comitê de enfrentamento ao Coronavírus e formata decreto com medidas preventivas. Sistema “Home Office” está entre medidas que serão adotadas. O prefeito Emanuel Pinheiro, anunciou na tarde de segunda-feira (16), durante coletiva à imprensa uma série de medidas temporárias e emergenciais para evitar o contágio pelo Coronavírus (COVID-19) à população de Cuiabá.  As medidas anunciadas pelo gestor constam no Decreto Municipal número 7.839 (datado e assinado na segunda) e possui,  dentre as principais ações,  a  criação do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus que será composto por membros das  Secretarias de Saúde, Ordem Pública, Mobilidade Urbana, Educação, Assistência Social-Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência e ainda a Procuradoria-Geral do Município com objetivo de realizar ações de conscientização e contenção do Coronavírus.  

Além disso, constam no documento a suspensão de eventos de qualquer natureza que exijam licença do poder público, com aglomerações superior a 100 pessoas em locais abertos e acima de 50 em locais fechados e também a suspensão das atividades dos Centros de Convivência de Idosos - CCIs, por um prazo de 30 dias prorrogáveis por igual período e ainda a prerrogativa de exercer as funções em sistema ‘home office’ para os servidores que forem considerados casos suspeitos  ou confirmados para a doença. 

“Com total zelo pela população cuiabana estamos nos antecipando com esse decreto na prerrogativa de buscarmos meios de evitar os contágios da doença e mantermos nosso profundo gesto de humanização à população cuiabana - que a exemplo de todo o mundo, está assustado com essa pandemia de coronavírus”, pontuou. 

Outras medidas importantes foram anunciadas pelo secretário Municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho. Dente as quais, estão a capacitação de servidores de toda a rede de Atenção Básica, Secundária e Terciária e ainda a disponibilização de leitos no caso de necessidade. 

“Já capacitamos toda a rede SUS Cuiabá e continuamos com as capacitações a cada atualização do Ministério da Saúde. Também estamos organizados com um fluxo protocolar de atendimento específico e, caso haja necessidade, destinaremos no antigo Pronto Socorro da Capital cerca de 40 leitos de UTI e mais 120 leitos clínicos exclusivos para o atendimento à possíveis casos confirmados para coronavírus -inclusive suspendendo cirurgias eletivas que podem aguardar sem danos à Saúde do paciente”, reforçou.  

O prefeito Emanuel Pinheiro ressaltou ainda que, nesse momento, mediante todo o trabalho preventivo realizado é importante que a população seja tranquilizada. "Não há espaço para pânico e nem para desespero. Estamos agindo com todo rigor, seriedade, responsabilidade e cautela para resguardar os municípes". Lembrou ainda que desde o mês de janeiro de 2020, à Prefeitura de Cuiabá já vem discutindo ações preventivas e trabalhando na elaboração de protocolos de ações visando mitigar o impacto do coronavírus.

Veja a íntegra do Decreto logo abaixo:

O CORONAVÍRUS

Pertencentes a uma grande família viral, o coronavírus que é conhecido desde meados de 1960 reapareceu na China em dezembro de 2019. Embora na maioria dos casos as complicações sejam consideradas leves e moderadas pela semelhança com resfriado, alguns podem causar doenças graves com impacto importante na saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação entre pessoas (contaminação por contato) está ocorrendo podendo ser pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os quadros respiratórios como resfriados, gripes e pneumonias são causados por diversos microorganismos. Assim que os primeiros sintomas respiratórios surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento. São eles:

  • Febre.
  • Tosse.
  • Dificuldade para respirar.

CUIDADOS:

 O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e higienizar as mãos após;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Diante dessa preocupante situação, a Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde tem adotado as seguintes condutas técnicas:

  • Participação em web e vídeo conferências promovidas pelo Ministério da Saúde;
  • Acompanhamento da situação por meio dos boletins epidemiológicos emitidos pelo Ministério da Saúde (MS)/Organização Mundial da Saúde(OMS)
  • Participação em encontros técnicos multissetoriais para definir ações e estratégias de ação em consonância com as instruções do Ministério da Saúde/OMS;
  • Organização da rede de assistência e acompanhamento do paciente;
  • Estabelecimento de Hospital-Referência para suporte inicial;
  • Elaboração e divulgação de material informativo para a população e profissionais de saúde;
  • Elaboração e divulgação de material técnico para profissionais de saúde;
  • Levantamento de necessidades emergenciais para atendimento de qualidade em caso de suspeitos em nosso município. (Fonte: PMC)

 

Segunda, 16 Março 2020 11:16

Receita paga IRPF do período 2008/2019

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. O crédito bancário para 72.546 contribuintes do lote multiexercício de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), contemplando restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2019, está sendo feito nesta segunda-feira (16) pela Receita Federal.

Ele totaliza R$ 240 milhões. Desse valor, R$ 104,186 milhões são para contribuintes com prioridade no recebimento: 1.848 idosos acima de 80 anos, 11.528 entre 60 e 79 anos, 1.621 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 5.667 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, que facilita a consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IR e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contactar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. (Fonte: Agência Brasil)

 

O avanço da tecnologia na medicina de prevenção a surdez tem crescido no mercado consumidor. A boa notícia é que os mato-grossenses já contam com opções para cada paciente que possui este tipo de problema em casa.

Hoje já temos aparelho auditivo que monitora a atividade, saúde auditiva, saúde do seu corpo e do cérebro usando o smartphone e a marca Starkey que possui o aplicativo Thrive™. Além de proporcionar qualidade de som superior, clareza auditiva, audição mais natural e transições sem esforço, ainda transmite chamadas telefônicas, músicas e mensagens diretamente de seu smartphone para seus aparelhos auditivos.

Segundo a fonoaudióloga Samia Helena Ribeiro, representante dos produtos Starkey na empresa Audax Aparelhos Auditivos, a procura por itens que trazem mais comodidade na vida do paciente tem crescido muito. “Hoje temos aparelhos auditivos que podem ser controlados pela palma da mão dos pacientes que utilizam do celular para interagir com o aparelho, o que facilita na vida e interação social de quem possui surdez”.

Reflexo deste crescimento de mercado, uma das empresas mais respeitadas e valiosas do Mundo, a Google trouxe a partir recentemente novos recursos para telefones Android destinados a ajudar aproximadamente os 900 milhões de pessoas que, segundo dados da Organização Mundial da Saúde, sofrerão de perda auditiva até o ano de 2055.

Os recursos são dois aplicativos: o Live Transcribe e o Sound Amplifier. O primeiro transforma conversas em legendas em tempo real usando o microfone do celular e está disponível em mais de 70 idiomas e dialetos. Já o segundo aplicativa ajuda a filtrar, aumentar e amplificar sons no ambiente em torno do usuário, aumentando sons silenciosos sem aumentar os sons altos.

O Amplificador de Som está na Play Store desde o início do mês para os usuários do Android, enquanto o Live Transcribe foi lançado em uma versão beta pela Play Store. Ambos serão pré-instalados nos dispositivos Pixel 3.

Segundo a Google, os 2 aplicativos oferecem às pessoas que possuem deficiência auditiva maior independência em suas interações cotidianas.

“Esses novos aplicativos e o avanço da tecnologia só trazem boas novas para os nossos pacientes que têm buscado atendimento e muitos conseguem evolução no quadro da saúde auditiva, melhorando assim a socialização e convívio no dia-a-dia.”, disse Samia Ribeiro.

 

Sábado, 14 Março 2020 10:24

“Almê 20Ver”

Neste domingo (15/3), às 20hs, o ator André D’Lucca comemora 20 anos da personagem mais amada e polêmica de Mato Grosso: Almerinda George Lowsbi  com um espetáculo especial no Cine Teatro Cuiabá. Concomitante André comemora 30 anos de carreira. O ator interpreta a milionária emergente que foi casada e amante de diversos políticos em formato de stand up, com uma hora de duração.

 “Pra mim essa trajetória é sinônimo de superação e perseverança”, avalia. O ator conta que já houve momentos em quis matar a Almerinda. Disse que se observava no espelho enquanto se maquiava e pensava: que droga eu ter que me vestir de mulher pra ganhar dinheiro. No entanto, essa fase passou. “Hoje, me divirto muito. Neste processo da preparação vou construindo as piadas, incorporando a personagem e agradecendo a existência da Almerinda. Afinal é ela quem paga minhas contas e me projetou para  o grande público. Ela é a responsável por trazer para minha vidas duas artistas incríveis: a Ingrid Guimaraes e a Heloísa Périssé’, ressaltou.

Hoje, sua gratidão é perene. Almerinda tem um público cativo e que se renova a cada dia. “E agora, através da ‘Escolinha da Almê’, atingimos também as crianças. Inclusive, Mato Grosso do Sul já nos solicitou detalhes do projeto e na sequência já começo a gravar uma nova versão para o estado vizinho. Ou seja, a arte está fluindo. Sou muito feliz com a minha carreira e com os meus personagens e agradeço por tudo que Almerinda já me deu e ainda me proporcionará”, comemora André.

Vivemos um tempo onde o acesso ao conhecimento se tornou muito mais fácil, há informação por toda parte. Porém, a capacidade de ler criticamente todo esse mundo de informação, de estabelecer relações, de se posicionar de forma mais coerente, de se mobilizar por causas e situações, parecem ser nossos novos desafios. “Precisamos de arte para dar conta da vida”, conclui.

‘Escolinha Almê’

O espetáculo conta com crianças que interpretam personagens que fizeram e fazem parte da história de Mato Grosso, junto com a professora Almerinda, interpretada pelo ator André D`Lucca.

Serviço

Os ingressos estão sendo vendidos pelo site Guichê Web 

Bilheteria do Cine Teatro Cuiabá R$ 40 (R$ 20 meia entrada). O pagante pode optar também pelo ingresso solidário, que é o valor da meia entrada mais um quilo de alimento não perecível.

Contatos - (65) 2129-3848 ou (65) 99292-9907.

 

Sábado, 14 Março 2020 04:00

Capital sedia festival gastronômico

Burger Fest traz mais de 45 opções neste final de semana. O Centro de Eventos do Pantanal de Cuiabá recebe neste final de semana, 13, 14 e 15 de março, o maior festival de hambúrgueres do Centro Oeste, o Burger Fest MT. O evento conta com mais de 45 opções de hambúrgueres e estacionamento gratuito, além de espaço pet friendly, atrações musicais, feira de artesanato, espaço kids e opções de doces. A entrada é gratuita.

O Burger Fest é voltado para toda a família e os hambúrgueres estão com um preço único de R$ 20,00 por unidade, independente da hamburgueria. O evento vai das 17h às 00h e, como em edições anteriores, terá os Desafios Devorador e Devoradora, premiando o homem e a mulher que mais comerem hambúrgueres em 10 minutos. O melhor hambúrguer do festival também será premiado.

As novidades da edição estão no Concurso Melhor Hambúrguer, com um premiado, e Concurso melhor batata Crispers McCain, que premiará a melhor receita elaborada com a batata.

As empresas participantes: O cara do churrasco; Caveirão Burger; Barba Grelha e Bigode; The Best Churras; Standard; Pacha Burger; Rock Burger; Cawi Classic Burger; Hambugreria (hamburgueria convidada de Campo Grande); Cozinha dos Fundos; Stones Burger; Kween Burger; Aloha Gastronomia; La Gelari; Frutalele; Churros Da Uá.

Serviço:

Evento: 6º Burger Fest MT Cuiabá

Local: Centro de Eventos do Pantanal

Data: 13, 14 e 15 de março

Horário: 17h às 00h

Entrada: gratuita / hambúrgueres R$ 20,00 unidade

Informações: (65) 99217 2992 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / Instagram e Facebook Burger Fest MT.

Sexta, 13 Março 2020 04:00

‘Sonha Brasil’

As Irmãs Beneditinas da Divina Providência realizam neste sábado (14/3) um bazar solidário em prol do projeto “Sonha Brasil”. O objetivo é arrecadar recursos para a manutenção do trabalho de formação de meninas, com idade entre 8 e 16 anos, desenvolvido pelas Irmãs, no Bairro Pedra 90, em Cuiabá.

“Nós somos uma entidade filantrópica e através do projeto ‘Sonha Brasil’ acolhemos essas crianças, muitas têm famílias, porém sem o projeto passam boa parte do dia nas ruas, vulneráveis à diversos perigos. Em nossa casa oferecemos aulas de dança, informática, ensino religioso, artesanato e karatê, sempre no contra turno escolar”, explica Irmã Denize.

Como todo o projeto desenvolvido pelas Irmãs Beneditinas da Divina Providência se mantém com doações elas também vendem trabalhos manuais de bordados e aceitam encomendas para aniversários e enxovais. “Aceitamos todo tipo de doação. Roupas para crianças, sapatos. Este bazar que realizaremos sábado também tem o intuito de ajudar a comunidade pobre do Pedra 90, pois além de artesanato estarão disponíveis a venda de roupas e calçados usados a preço simbólico. Aceitamos também encomendas de bordados em jogos de toalhas para aniversários e enxovais”, detalhou a Irmã.

O bazar solidário do projeto “Sonha Brasil” ocorre neste sábado (14), das 14h às 16h30 na sede do projeto, localizado na Avenida  Santos Dumont, 1410, bairro Pedra 90, em Cuiabá.

A CONGREGAÇÃO –

Atua em prol dos mais pobres e necessitados há mais de 80 anos no Brasil. A história de trabalho das Irmãs Beneditinas, começou em 1849, está presente em mais de 14 países, e é alicerçada no sacrifício, doação e amor. Tem suas raízes nas fundadoras Madre Giustina e Madre Maria, que eram irmãs de sangue e perderam os pais durante a guerra em meados de 1845. Sozinhas e conhecedoras do sentimento de perda passaram a abrigar outras crianças órfãs.

SONHA BRASIL 

 O projeto pode ser conhecido pela sua página no Facebook (https://www.facebook.com/ProjetoSonhaBrasil). A instituição é cadastrada na Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e participa do programa Nota MT. Onde os consumidores escolhem a entidade filantrópica no momento que fizerem o cadastro no programa, via site ou por aplicativo de celular. Após o cadastro, todas as notas emitidas com o CPF do consumidor participam de sorteios mensais que podem beneficiar a instituição escolhida.

Doações de alimentos e roupas também podem ser feitas diretamente à instituição, e ajudas financeiras pelo Banco do Brasil, Agência 1216-5, Conta Corrente 142859-4. Informações pelo telefone 3667-1640 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(Fonte: Assessoria)

Denominados de ‘Labirinto Elétrico’, ‘Questionário Eletrônico’ e ‘Painel Digital’, escola recebe materiais pedagógicos elaborados por alunos de Engenharia Elétrica da UFMT. Os jogos pedagógicos doados irão ampliar a capacidade cognitiva e motora, dando condições aos estudantes acompanhar as aulas regulares.

A Escola Municipal de Educação Básica  de Várzea Grande - EMEB Antonio Joaquim de Arruda, do bairro Cristo Rei, que atende alunos com deficiência e Transtorno do Espectro do Autismo – TEA, recebeu materiais didáticos de tecnologia assistiva para alunos especiais, desenvolvidos pelo Programa de Educação Tutorial - PET Elétrica da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT.

Os equipamentos são classificados como Jogos Didáticos, denominados de ‘Labirinto Elétrico’, ‘Questionário Eletrônico’ e ‘Painel Digital’ foram desenvolvidos pelos alunos do curso de Engenharia Elétrica da UFMT, com o apoio do departamento de Arquitetura e Urbanismo LabAU/Fab Lab e da diretora da escola, Ana Alice da Silva.

De acordo com a professora Maria das Graças Pereira Feltrin, que faz o Atendimento Educacional Especializado- AEE na Sala de Recursos Multinacional da escola, os jogos pedagógicos produzidos pelos alunos da UFMT irão permitir ampliar a capacidade cognitiva e motora dos alunos, dando condições ao estudante de acompanhar as aulas regulares de modo mais participativo. “É um jeito de brincar, testando as habilidades e coordenação motora dos alunos”, informou.

“Observamos os materiais didáticos usados pelos professores e chegamos à conclusão de que poderiam ser eletrônicos, para o melhor desempenho dos alunos. Além do ganho para as crianças na escola, a ação do projeto agregou também para os acadêmicos da UFMT descoberta, criação e conhecimento”, destaca o coordenador do projeto, professor Fabricio Parra.

O professor explica que o Labirinto Elétrico consiste basicamente em energizar um fio e tentar passar um anel sobre ele, sem encostar. O Questionário Eletrônico é uma caixa de madeira e um circuito dividido em duas colunas. A primeira dedicada às perguntas e a segunda as respostas. “O aluno deverá selecionar a pergunta e posteriormente a resposta, em caso de uma situação verdadeira, um LED verde será ligado, e em caso de uma resposta errada, nenhum tipo de sinalização será acionado.”

O Painel Digital trata-se da criação de um painel com vários botões ao redor. Ao pressionar um botão, um LED a frente do botão será ligado. Ao pressionar outro botão, o LED anterior será apagado e um novo LED na frente do botão pressionado será ligado. No interior do painel será adicionado, por meio de velcro, imagens conforme a necessidade e atividade desenvolvida pelo professor. Assim, ao realizar uma pergunta ao aluno especial, o mesmo poderá responder pressionando o botão que corresponde a imagem referente a resposta que será dada ao professor.

Todos os aparelhos funcionam com baterias recarregáveis, recicladas de notebook. Essas baterias foram doadas por professores, técnicos, alunos da UFMT e comunidade externa.

FERRAMENTA INCLUSIVA

Para o secretário Silvio Fidelis, diante da necessidade de renovar e inovar os subsídios oferecidos de forma a suprir às necessidades especiais dos alunos com deficiência que são atendidos na escola municipal, a parceria com a UFMT, por meio do Programa de Educação Tutorial - PET Elétrica, que é desenvolvido por professores e alunos do Curso de Engenharia Eletroeletrônica, através do programa de Pós-graduação, é uma excelente ferramenta que permitirá tornar a escola mais inclusiva, podendo contar com esses recursos para melhorar as possibilidades de aprendizado dos alunos com deficiência. “Temos certeza que os equipamentos produzidos pelo Programa da UFMT irão proporcionar a ampliação da capacidade de atenção, concentração, memorização, raciocínio lógico e coordenação motora dos nossos alunos que necessitam desse tipo de atendimento especial, facilitando assim a comunicação e o aprendizado”, afirmou.( Fonte:  Secom/VG)

 

Na primeira fase da campanha, com início em 23 de março, também entram trabalhadores de saúde, que estão na linha de frente do atendimento à população. O Dia D será em 9 de maio.

O Ministério da Saúde inverteu a ordem de público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. Primeiro, serão vacinados os idosos e os trabalhadores de saúde, que atuam na linha de frente do atendimento à população. A decisão da pasta é mais uma medida de proteção a esses públicos, em especial aos idosos, já que a vacina é uma proteção aos quadros de doenças respiratórias mais comuns, que dependendo da gravidade pode levar a óbito. Outra preocupação é evitar que as pessoas acima de 60 anos, público mais vulnerável ao coronavírus, precise fazer deslocamentos no período esperado de provável circulação do vírus, no país. A primeira fase da campanha começa no dia 23 de março, em todo o Brasil.

A priorização dos idosos nessa primeira etapa, mesmo diante da não eficácia da vacina de Influenza contra o coronavírus, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid 19. Além disso, a pasta considera os estudos e dados que apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos.

“Precisamos proteger os mais vulneráveis e os que estão na linha de frente no atendimento. É importante garantir que essas pessoas tenham acesso à informação para evitar filas nos postos de saúde. Nosso desafio é realizar a campanha com segurança e evitar aglomerações. O Programa Nacional de Imunizações do Brasil (PNI) está preparado”, explicou o secretário em Vigilância e Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

Do ponto de vista epidemiológico, as crianças são consideradas multiplicadoras de vírus respiratórios e, por isso, o PNI distanciou um público do outro. Serão duas semanas de intervalo entre uma fase e outra. Na segunda fase da campanha, que começa dia 16 de abril, entram os professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos doentes crônicos.

A partir de 9 de maio, Dia D de vacinação, serão vacinadas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 23 de maio.

PRODUÇÃO ANTECIPADA

Para a campanha nacional, o Insitututo Butantan está produzindo 75 milhões de doses que previne contra os três tipos de vírus de influenza que mais circularam no ano anterior. Historicamente a campanha de vacinação contra gripe (Influenza) acontecia na segunda quinzena de abril, mas será realizada com antecedência, pelo momento que o mundo passa no combate ao coronavírus e em virtude da sequência de confirmação de casos no país. A antecipação foi possível por meio de esforço conjunto do Ministério da Saúde, do Instituto Butantan, produtor da vacina, e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diante da situação de Emergência Internacional de Saúde Pública pelo coronavírus.

Ao anunciar as medidas na última sexta-feira (6), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, aproveitou para destacar que “as influenzas A e B são mais comuns que o coronavírus e a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe diminui a situação endêmica dos vírus respiratórios no país, por isso é tão importante que as pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha procurem uma unidade de saúde”, concluiu.

CASOS DE INFLUENZA NO BRASIL

O Ministério da Saúde mantém a vigilância da influenza no Brasil por meio da vigilância sentinela de Síndrome Gripal (SG) e de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em pacientes hospitalizados. São 114 unidades distribuídas em todas as regiões geográficas do país e tem como objetivo principal identificar os vírus respiratórios circulantes, permitir o monitoramento da demanda de atendimento dos casos hospitalizados e óbitos.

Os dados colhidos orientam a tomada de decisão em situações que requeiram novos posicionamentos do Ministério da Saúde e Secretarias de Saúde Estaduais e Municipais.

Em 2020, até a Semana Epidemiológica 9 (29 de fevereiro), foram registrados 90 casos de influenza A (H1N1) pdm09 e 6 óbitos no Brasil. O estado de São Paulo concentra o maior número de casos de H1N1, com 28 notificações. Em seguida estão o estado da Bahia, com 14 casos, e o estado do Paraná, com 12 casos e 5 óbitos. O sexto óbito foi registrado no estado do Maranhão, que registrou 1 caso. As informações são preliminares e sujeitas a alterações. No mesmo período, em 2019, foram registrados 146 casos de influenza A (H1N1)pdm09 e 24 óbitos no país. ( Fonte: Agência Brasil)

 

Material reciclado em regiões de alta temperatura é tema do 3° Seminário de Pavimentos Sustentáveis. Mato Grosso pesquisa em laboratório e, pela primeira vez, testa o desempenho do pavimento, utilizando material reciclável na BR-163/364.

O 3° Seminário de Pavimentos Sustentáveis da BR-163/MT reuniu alunos, pesquisadores e profissionais da área de pavimentação e engenharia civil para a discussão do uso de materiais recicláveis em obras de recuperação e reparos da rodovia. O evento foi uma parceria entre a Rota do Oeste, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e teve como tema “Tecnologia + Sustentabilidade: Aproveitamento do RAP em regiões de alta temperatura”.

O seminário marcou a finalização da terceira etapa da pesquisa “Aproveitamento de Resíduos de Pavimentos Asfálticos (RAP) em regiões de alta temperatura e tráfego pesado”, realizada pela Concessionária em parceria com a UFMT. Representantes de vários lugares do país estavam presentes no evento, para a troca de experiência na área estudada. Puderam ver de perto os resultados do estudo desenvolvido no laboratório de controle tecnológico de pavimento da empresa, localizado na sede da Rota do Oeste. Agora a pesquisa segue com o acompanhamento do desempenho do trecho experimental, na BR-364, que recebeu o fresado reciclado em fevereiro de 2020.

A primeira palestrante do evento, que aconteceu na última quinta-feira (05.03), foi a engenheira civil e mestranda em engenharia de transportes pela Universidade de São Paulo (USP), Karina Suzuki. Ela abordou a reciclagem a quente com diferentes teores de material fresado e ressaltou a importância da realização de ensaios em laboratórios e os testes práticos na rodovia, assim como foi feito no estudo da Rota do Oeste.

“Trata-se de uma tecnologia que tem viabilidade técnica, econômica e sustentável”, diz Suzuki. A palestrante acrescenta ainda que em outros países o material utilizado em reparos recebe uma porcentagem de produto reciclado na mistura, fazendo com que 100% do resíduo seja reaproveitado em algum momento. “Acredito que a gente precisa começar a usar mais o reciclado, pensar no impacto ambiental de forma adequada, assim como o estudo que foi feito para a BR-163/364”, fala.

Sobre o desempenho da mistura, a engenheira explica a necessidade de seguir o caminho percorrido pela Concessionária, para avaliar o estudo. “É preciso que os materiais recicláveis sejam estudados da maneira correta, com ensaios e testes, pois cada mistura pode ter um desempenho diferente. É importante um laboratório equipado e bem preparado, para que o estado receba um material com bom desempenho, que foi devidamente testado”, explica.

A especialista em regulação de serviços de transportes terrestres da ANTT, Cínthia Santiago Sobreira, explica que a pesquisa da Rota do Oeste faz parte de uma política de desenvolvimento tecnológico com o intuito de estimular a produção tecnológica e a pesquisa. Ela considera o estudo um ganho importante para Mato Grosso, pois é um estado que promete desenvolvimento e possui grande movimento de carga. Acrescenta a importância da preocupação em buscar soluções de reparos que levem em consideração o impacto à natureza. “Nós acreditamos que será muito importante para a comunidade acadêmica, para o desenvolvimento de novos órgãos e de novos projetos rodoviários”, completa.

Desenvolvimento sustentável

A diretora do Instituto de Engenharias (Ieng) da UFMT - Câmpus de Várzea Grande, professora Ilce de Oliveira Campos, agradeceu à Rota do Oeste pela oportunidade de participar e pelos ganhos para a UFMT. “Esse é um dos nossos primeiros projetos em parceria com a iniciativa privada e nós começamos muito bem, porque tivemos ótimos resultados”, fala. O professor de Engenharia dos Transportes da UFMT, Regis de Bel, considera o acesso a um laboratório de ponta um ganho aos alunos. “Acredito que tenha sido uma oportunidade única a todos eles”, diz.

O professor de Engenharia de Transportes da UFMT, Luiz Miranda, acrescenta ainda que o Seminário de Pavimentos é uma forma de exercer a comunicação com a academia e com todos os envolvidos. “É uma prestação de contas do nosso trabalho. É a nossa oportunidade de interagir com os pesquisadores de outros estados e mostrar como estamos avançando. Reciclagem é a senha para o desenvolvimento sustentável do país e do mundo. A Rota do Oeste está trazendo a oportunidade de inserir Mato Grosso neste cenário.

O diretor de engenharia e operações da Rota do Oeste, Lucas Suassuna, diz que esta é a conclusão de mais uma etapa. Segundo ele, a Concessionária busca trabalhar para contribuir com o desenvolvimento da sociedade. “Nós tivemos aqui, em parceria com a UFMT, a oportunidade de promover o desenvolvimento dos pavimentos asfálticos de forma sustentável. É um ganho para nós, para o meio ambiente e para o fomento da pesquisa científica”, explica.

Os alunos do 8° semestre do curso de Engenharia dos Transportes da UFMT Larissa Campos e Higor Peres consideram a experiência uma vantagem. Segundo eles, tiveram acesso a um laboratório completo, com equipamentos novos e de ponta. “Nós não temos isso na faculdade e também pudemos ir a campo e ver na prática o que aprendemos nas aulas. Assim, eu consegui ver que, de fato, é essa a carreira que eu quero seguir”, diz Campos.

A expectativa da Rota do Oeste é que, após os testes, as obras de reparo e recuperação do pavimento sejam feitas com a mistura composta pelo material, que leva até 30% do fresado reciclado na composição, em todo o trecho sob concessão, que vai de Itiquira (km 0) à Sinop (km 855). (Fonte: Assessoria Rota Do Oeste)

 

Página 127 de 137