Blog da Condessa

Blog da Condessa

Em muitos casos, rendimento mensal do negócio chegou a zero

A crise causada pela pandemia de coronavírus causou a interrupção das atividades de 39% dos negócios conduzidos por mulheres, segundo pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva e a Rede Mulher Empreendedora. O estudo foi feito com uma amostra de 1.165 entrevistas em todas as regiões do país. Além das que tiveram as atividades paralisadas, 47% das empresárias disseram que os negócios ainda estão funcionando, mas com um movimento menor.

Com isso, 33% disseram que com a pandemia o rendimento mensal do negócio chegou a zero. Para 28%, os empreendimentos estão garantindo uma renda que vai a no máximo um salário-mínimo. Sendo que em 21% dos casos, toda a renda familiar vem do negócio tocado por essas mulheres e em 17% mais da metade do dinheiro que entra em casa é proveniente desses empreendimentos.

A maior parte dos empreendimentos comandados por mulheres atua, segundo a pesquisa, no setor de serviços (61%). Também há participação na indústria (21%), comércio (17%) e agricultura (1%).

Quase um terço (29%) dessas empresas, não estão regularizadas. O restante possui número no cadastro nacional de pessoas jurídicas, sendo que 39% são microempreendedoras individuais. O percentual total das que trabalhavam sozinhas, sem empregados, aumentou de 49%, antes da pandemia, para 66% atualmente.

Entre as medidas para contornar os efeitos da crise, 55% das que possuem empregados adotaram o esquema de trabalho a distância e 21% reduziram salários. Um terço das empreendedoras disseram que devem demitir parte ou todos os funcionários devido as perdas de faturamento. 84% do total disseram que cortaram gastos e 53% passaram a fazer vendas online.

Porém, 43% afirmaram que não tem como fazer entregas em domicílio no modelo de negócio que possuem. (Fonte: Agência Brasil)

 

Veterinária alerta: animais não devem ser abandonados após quarentena

A solidão do isolamento social tem levado muita gente a adotar um animal de estimação para ter companhia e distração nesta fase difícil. É comprovado que o contato com os bichinhos ajuda na produção de endorfina e serotonina, que atua no cérebro regulando humor, sono, apetite e reduzindo as taxas de cortisol, relacionado ao estresse.

Levantamento feito em 2009 pela Universidade de Azabu, no Japão, mostra que quando donos de animais olham nos olhos dos seus bichos de estimação, eles recebem picos de ocitocina. Considerado o hormônio da felicidade, é responsável por sensações de prazer e bem-estar. Aliás, esse é um dos motivos pelos quais a companhia de cães e gatos é uma opção neste cenário de isolamento, uma vez que eles podem ser verdadeiros aliados no combate à ansiedade, estresse e solidão, em especial para pessoas idosas, solteiras, crianças e portadores de necessidades especiais.

No entanto, a médica veterinária Érica Versiani Lima alerta para as responsabilidades ao se adotar um bichinho de estimação. “Cães e gatos são vidas e não um brinquedo ou uma distração. Junto com a alegria da adoção, vêm também gastos e trabalho. Um animal precisa ser vacinado, vermifugado, precisa de exames de rotina, assim como nós, seres humanos! Além de todos os outros cuidados, como alimentação de qualidade, passeios, atenção. É maravilhoso esse [aumento] crescente na adoção de animais de companhia, tanto para os animais, que ganham um lar, quanto para os humanos adotantes, que ganham uma alegria”.

Érica explica que os novos tutores devem pensar em longo prazo e não somente em uma distração para essa época de isolamento. “Uma vida inclui a fofura do filhote, a companhia e o amor incondicional de um bichinho, mas inclui também o xixi no lugar errado, a adaptação do animal com o novo ambiente, as comorbidades da velhice, entre outros. Uma adoção deve ser muito bem pensada.”

A veterinária diz que o abandono é uma preocupação de veterinários e dos protetores de animais e aconselha: “Ao adotar, seu coração tem de estar aberto para o que vier. E virão alegrias, tristezas, trabalho, muito trabalho. Deve-se estar ciente de que a adoção é a chegada de um novo integrante para a família e quando passar a época de isolamento e os tutores voltarem as suas vidas rotineiras, o animal adotado continuará sendo um membro daquela família. Você não devolve uma vida para o abrigo ou para a rua”.

Cuidados com os animais durante a pandemia

Os cães e gatos não transmitem o coronavírus, porém podem carregar partículas contaminadas nos pelos e patas, assim como os humanos podem carregar nos sapatos, mãos, roupas. Por isso, os cuidados com os animais não diferem muito dos cuidados que as pessoas devem ter, orienta a veterinária. “Ao voltar do passeio com o cachorro, lave as patas dos animais com água e sabão. Eu indico a higienização com água e sabão sempre que possível, porque, além de ser eficaz para a prevenção do coronavírus, é o método que menos agride a pele do animal. O álcool 70° pode ser usado também, mas ele pode ressecar o pelo do animal, se usado com muita frequência. Quanto à pelagem do animal, não tem problema passar o álcool para prevenir qualquer partícula contaminada nos pelos”.

Como não se pode dar banho no animal todos os dias, pois tira a defesa da pele, altera o Ph e pode acabar por predispor uma dermatite, o que pode ser feito é usar o álcool 70°, indica Érica. “O mais adequado seria passar o álcool apenas nos pelos, evitando a pele do animal. Eu tenho indicado o uso do álcool líquido em um pano e a fricção leve com o pelo do animal.”

“Um cuidado que temos de ter nos passeios com os pets é evitar o contato com outros animais e humanos. Passear somente o tempo necessário para que o animal faça as necessidades e tenha distração. Indicamos que se evite levar os animais para quadras ou locais de encontro com outros pets. A aglomeração deve ser evitada para os animais também.”

Domingo, 24 Mai 2020 05:00

Menu na tela do celular e cabine

Devido à pandemia do coronavírus, o período de distanciamento social tem servido para proporcionar reinvenções empresariais e pessoais. Não há mais restaurantes com filas e tempo de espera

 Com o relaxamento das medidas de lockdown, a vida social começa, aos poucos, a voltar a ser possível. Restaurantes, bares, apresentações e museus também acenam para a normalidade.

Ao tomar os primeiros e cuidadosos passos de volta ao mundo, no entanto, se descobrem transformações. Não há mais restaurantes com filas e tempo de espera. Agora, na era do coronavírus, o distanciamento social tornou o ato de comer fora de casa uma experiência bem diferente. 

No Da Enzo, em Roma, garçons não oferecem mais os cardápios, mas apresentam um código escaneável. Os clientes apontam seus smartphones e um menu se abre na tela com as especialidades do dia. 

Os companheiros de refeição - que morem na mesma casa - podem comer em torno de uma mesa à luz de velas, dentro de uma cabine de vidro às margens de um canal em Amsterdã, um conceito que está sendo testado pelo restaurante Eten. 

Se isso não funcionar, os clientes podem tentar comer dentro de um abajur transparente, criado pelo designer francês Christophe Gernigon para proprietários de restaurantes que queiram proteger seus frequentadores da covid-19. 

Os outros desenhos no mercado se assemelham a cabines de visitação em prisões, disse Gernigon, fato que o levou a criar o cilindro de plástico transparente que fica pendurado no teto do estabelecimento, uma cápsula em um formato muito semelhante ao de um abajur. (Fonte: Agência  Reuters)

 

Roberto Azevedo, 65, é médico geriatra, mestre em farmacologia e doutorando em biomedicina. Atua em consultório geriátrico e é médico do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, os mato-grossenses tinham uma expectativa de viver 72,6 anos, já em 2019 essa média aumentou para 74,2. A população idosa também cresceu nesse período e chegou aos 244 mil habitantes. Uma das poucas certezas que se tem sobre a doença é a vulnerabilidade dos idosos aos sintomas do vírus. Por terem saúde mais frágil, em função do tempo de vida, são os idosos que mais sofrem as consequências da covid-19 em caso de contaminação. Na entrevista, a seguir, o especialista chama atenção para os cuidados redobrados durante a pandemia, bem como com o distanciamento afetivo.

Blog da Condessa –Quais os principais cuidados com idosos durante a pandemia?

Roberto Azevedo - Manter rotina de cuidados prévios à saúde, alimentação o mais saudável possível, ingerir água com constância e usar medicamentos prescritos. Manter isolamento social, em virtude da diminuição de imunidade em função de idade avançada; e que tenham bom suporte familiar.

Blog da Condessa - Qual o maior desafio para convencer essas pessoas a se preservarem?

Roberto Azevedo - Acreditar no futuro; ter fé que a pandemia vai passar e a vida retornará ao ritmo habitual.

Blog da Condessa - Qual a sua orientação para amenizar a solidão e manter-se minimamente saudável?

Roberto Azevedo - Procurar interagir com familiares com os devidos cuidados preventivos; cultivar atividades recreativas em casa; orar e procurar ajudar outras pessoas em situação mais crítica.

Blog da Condessa - A assistência dos familiares, respeitando o distanciamento, os limites da quarentena é fundamental?

Roberto Azevedo - Manter contatos com nossos idosos, parentes ou amigos, é instrumento fundamental para preservar o bem estar de idosos. Basta um pouquinho de atenção que já produz uma melhoria na qualidade de vida.

Blog da Condessa - O que dizer para esses idosos que estão angustiados? O que dizer para as pessoas com mais de 60, 70, 80, 90 anos?

Roberto Azevedo - Ter calma, paciência e uma boa visão de futuro próximo. Com os devidos cuidados haveremos de superar o momento difícil e a vida seguirá.

Blog da Condessa - O senhor está preocupado com o avanço da doença no Brasil, em MT, Cuiabá?

Roberto Azevedo - Sem nenhuma explicação científica, nossa cidade e nosso Estado estão com nível baixo de doença e óbitos por covid-19. Existe a preocupação do avanço da doença. Felizmente os profissionais e o sistema de saúde já estão melhor aparelhados para cuidar de nossa saúde nessa situação. Fica angustiante a situação social de trabalho/renda e subsistência.

Blog da Condessa -Qual o segredo para uma vida longa?

Roberto Azevedo - Ter Fé em Deus; cuidar com todos os exageros na vida; manter cuidados regulares à saúde, praticar atividades físicas com regularidade; buscar o melhor nas pessoas; sorrir sempre; ajudar o próximo; buscar a felicidade em todas as coisas e manter a família unida.

Blog da Condessa -Como podemos ajudar, como podemos contribuir para a saúde mental e, por extensão, física dessas pessoas?

Roberto Azevedo - Procurando olhar mesmo para os idosos; ouvir e falar com o coração, falar as verdades, procurar ser solidário e não abandonar nossos idosos

Blog da Condessa - E como o senhor tem feito em relação a seus pacientes, também impedidos de irem ao consultório?

Roberto Azevedo - Fico a disposição de meus pacientes por contatos via telefone e outros meios de comunicação à distância. Para alguns mais necessitados ,faço contatos com regularidade.

Blog da Condessa - O que o senhor tem a dizer para os idosos sobre a covid-19?

Roberto Azevedo - A maioria dos idosos atuais já vivenciou outras pandemias ao longo da vida. O importante mesmo é fazermos nossa parte, seguir as orientações dos profissionais de saúde e continuar nos cuidando. Se apresentar suspeita da doença, procurar orientação médica adequada.

Blog da Condessa - O que o senhor pensa sobre as pessoas voltarem a trabalhar onde há aglomerações?

Roberto Azevedo - Problema está sendo um drama no mundo todo. Isolar totalmente? Isolar parcialmente? Conforme orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) as pessoas de alto risco de morte pela doença, entre os quais os idosos, devem manter o melhor isolamento possível. Entretanto, a população em geral não está preparada para ficar sem trabalho e renda por tempo prolongado.

Blog da Condessa - Por favor, orientações e dicas sobre alimentação, exercícios físicos, bem como o cuidado com a saúde mental e depressão.

Roberto Azevedo  - Ingerir líquidos saudáveis (água, sucos naturais, entre outros)com constância. Alimentação leve e fracionada em várias refeições ao longo do dia. Praticar atividades físicas leves em casa. Não exagerar em assistir televisão e procurar programas mais leves. Manter contatos com amigos e familiares da forma possível e adequada. Orar sempre. Pedir a Deus que cuide de cada um e de todos nós. Procurar sorrir mais, pois alegra nosso coração e cura nossa alma sofrida.

 

Iara Alves dos Santos é superintendente substituta da Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso (PRF/MT). Conforme ela, o tratamento que se dá à pandemia referente aos cuidados e precauções deveria também se estender ao trânsito. E faz um alerta: em torno de 1,3 milhão de pessoas no mundo, por ano, morrem em decorrência de acidentes de trânsito. Somente no Brasil, são aproximadamente 50 mil pessoas.

“A gente tem que ficar atento, porque o mundo continua girando além da covid-19. A segurança no trânsito é uma questão que não recebe nem perto da atenção que merece. Não percebo uma substancial preocupação das pessoas. Talvez falte mais divulgação, cobertura e demonstração da gravidade da situação por parte dos canais de comunicação informando a relevância dos cuidados no trânsito. Então, o que temos aí é uma pandemia no trânsito”, alerta a policial federal.

Iara ressalta que no frenesi diário de preocupações, atribuições, as pessoas não percebem que o bem maior de todos é a vida. “As pessoas têm feito barbaridades, não respeitam a sinalização, ultrapassam em faixa contínua, excesso de velocidade, álcool juntamente com direção, ausência de cinto de segurança, de manutenção dos veículos”, enumera.

A PRF tem feito um trabalho intenso na sensibilização do condutor, do usuário da rodovia implantando sistematicamente campanhas de conscientização.

Com a população consciente dos riscos que atitudes contrárias às leis e o trânsito podem oferecer, os acidentes podem ser evitados e, com isso, o número de feridos será menor, o que irá garantir a disponibilidade de leitos para as vítimas do coronavírus.

“No início da covid-19 tivemos uma redução de veículos circulando. No entanto, devido ao prolongamento das restrições, a população não consegue mais ficar em casa. Nesse sentido, a PRF orienta, caso possível, que as pessoas prorroguem viagens e compromissos anteriormente assumidos. A pessoa pode estar contaminada e disseminar esse contágio. É preciso cuidado”, frisou.

A preocupação da PRF nos últimos meses é com os acidentes violentos ocorridos, principalmente  com motos. Inclusive, nas últimas duas semanas, com óbitos. Segundo a PRF, motocicleta em rodovias é uma preocupação constante.

“Temos que levar em consideração que Mato Grosso é um estado com características de escoamento de safra. Somos o celeiro do Brasil em produção agrícola. Ou seja, o fluxo de veículos de carga tem aumentado muito devido a paralisação de algumas indústrias do Sudeste e Sul do país”.

De acordo com Iara, a conscientização , de forma virtual, não tem dificultado o objetivo da campanha Maio Amarelo.

“Como não podemos estar com palestras presencialmente, estamos com a campanha virtual que de certa forma atinge resultados satisfatórios, considerando o momento atípico”.

Com caráter preventivo, as ações têm como objetivo fazer com que as pessoas percebam os riscos associados ao trânsito, avaliem suas condutas e preservem a vida. Em meio à pandemia, a recomendação é não sair de casa. Mas se tiver que sair?“Acredito ser necessário às pessoas levarem em consideração que ambos os cuidados: coronavírus e segurança no trânsito são essenciais para a sequência da vida. É preciso se atentar para o valor de uma vida. Evite sair, caso preciso cuide-se e cuide do próximo”, conclui.

"Maio Amarelo"

Ações visam garantir a segurança de todos os usuários que precisam viajar, mesmo em tempo de pandemia. De acordo com a PRF, o objetivo é reduzir o número de vítimas no trânsito. Diante da desobediência de algumas pessoas às normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), muitas vezes responsáveis pela ocorrência de acidentes, as fiscalizações irão continuar.

Com a população consciente dos riscos que atitudes contrárias às leis e o trânsito podem oferecer, os acidentes podem ser evitados e, com isso, o número de feridos será menor, o que irá garantir a disponibilidade de leitos para as vítimas do coronavírus.

 

Live reúne Orquestra Sesi MT e performance do artista plástico Rafael Jonnier. Apresentação será transmitida ao vivo neste domingo (24.05), às 17h, pelo canal do YouTube do Sesi Mato Grosso

Uma reflexão sobre o momento atual da humanidade, a importância do trabalhador e da capacidade criativa. Isso é o que promete a apresentação única da Orquestra Sesi MT, em fusão à performance do artista plástico Rafael Jonnier, que será transmitida ao vivo neste domingo (24.05), às 17h, pelo canal do YouTube do Sesi Mato Grosso.

No concerto especial, que abre a programação da Semana da Indústria, promovida pelo Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (SFiemt), a orquestra irá explorar todo o potencial artístico nas suas três facetas: música instrumental regional com contorno contemporâneo, música vocal internacional, na exímia interpretação da cantora  Akane Iizuka, e música vocal nacional, na voz de Samara Poline – ambas com acompanhamento da orquestra.

“Também teremos a presença da viola de cocho, pelas mãos habilidosas de Sidney Duarte, no sincretismo único entre violinos e violoncelos e a tradicional cultura regional”, informa o maestro Fernando Pereira.

Para além da música, o happening, termo surgido nas artes plásticas no fim dos anos de 1950, pelo qual incorporam-se elementos de espontaneidade ou improvisação, do artista Rafael Jonnier, irá brindando a síntese de tons musicais com as palhetas de cores, em homenagem à indústria e sua capacidade produtiva, criativa e também cultural e artística.

A performance contempla a concepção de uma tela de 1,5m x 2m, que estará posicionada estrategicamente atrás da orquestra. “A inspiração para a obra virá da indústria, da força do trabalhador, em uma mensagem positiva e agregadora”, destaca o artista, ressaltando que para expressar sua criatividade utilizará técnicas e materiais diversos com spray, tinta acrílica e pincel.

A obra, que levará o público a interpretações e pensamentos otimistas, bem como a apreciação da arte, será concebida em 1 hora.

O artista

Rafael Jonnier, artista, empreendedor e graduado em Design de interiores. Nascido em Cáceres (MT), fez seu nome produzindo personagens icônicos, tais como o Pescador de Sonhos e a Princesinha do Rio. Suas obras são repletas de ludicidade com algumas representações figurativas que trazem informações de familiaridade, peculiaridade, pertencimento e identidade com a região onde nasceu.

Em 2018, consagrou carreira internacional com sua exposição solo “Origins” tendo como inspiração Amsterdam, cidade que o recebeu como morador. Atualmente, exibe seu mais recente projeto: “Reinno em Evolução”. Suas obras expressam a maturidade de um artista experiente, contemporâneo e que valoriza suas raízes.

A Orquestra Sesi MT

Composta por 20 músicos e instrumentistas, foi criada em 2019 e é a primeira orquestra de Câmara profissional do Estado. A formação conta com profissionais que atuam na educação musical e integram o quadro de professores do Sesi Escola. Violinos, violoncelos, viola de arco, percussão, canto e viola de cocho integram a formação.

Este espetáculo iniciará com mais um vídeo da série “Sons da Indústria” - uma composição única entre sons e imagens, produzida pelo grupo, cuja fotografia indústria revela toda poética do trabalho nas empresas e seus sons - que para além de meros ruídos - é uma verdadeira ecologia sonora da vida.

A superintendente regional do Sesi MT, Lélia Brun, afirma que a instituição está preparando um concerto memorável, com configuração visual e cenário especialmente pensados para a ocasião. “A apresentação ocorrerá dentro de uma indústria, valorizando ainda mais a importância desta atividade econômica e de seus trabalhadores para o país e nosso estado. A arte nos acalma, nos inspira e nos energiza. Aproveite!”.

Semana da Indústria

O evento com transmissão online, que ocorre de 24 a 28 de maio, reunirá especialistas e pesquisadores, como o escritor e professor Augusto Cury, a presidente da Falconi Brasil, Viviane Martins, e o pesquisador e presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles.

“Falaremos do novo comportamento do consumidor, novas tendências, e exemplos práticos de ajustes já feitos em diversas companhias pelo mundo. Será uma semana rica pra todos que quiserem entender como deve ser nosso futuro”, enfatiza o presidente do Sistema Fiemt, Gustavo de Oliveira.


 

Medida foi anunciada pelo ministro da Educação pelo Twitter

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou a prorrogação do prazo de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, que terminaria hoje, sexta-feira,  (22/5), para a próxima quarta-feira (27). As inscrições começaram no último dia 11 e podem ser feitas por meio da página do Enem na internet.

De acordo com Weintraub, mais de cinco milhões de estudantes já se inscreveram para a prova até a manhã desta sexta-feira (22). “Como já anunciei, os candidatos inscritos serão ouvidos, em junho, pela Página do Participante, do Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira]. Eles, os interessados, vão escolher quando fazer a prova”, explicou o ministro, em outra publicação no Twitter.

Na quarta-feira (20), o Ministério da Educação anunciou o adiamento do Enem por algo entre 30 a 60 dias, em razão dos impactos ocasionados na sociedade pela pandemia de covid-19. As provas impressas estavam previstas para serem aplicadas em 1º e 8 de novembro e as provas do Enem digital para os dias 22 e 29 de novembro.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. A redação será manuscrita, em papel, nas duas modalidades. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira - inglês ou espanhol.

Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Quem tem direito à gratuidade da taxa de inscrição, por se enquadrar nos perfis previstos nos editais do Enem, terá a isenção automática, a partir da análise dos dados declarados no sistema. A regra se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência. De acordo com o Inep, a medida beneficia quem teve dificuldades em realizar a solicitação de isenção devido às restrições impostas pelo isolamento social decretado em razão da pandemia de covid-19. (Fonte: Agência Brasil)

 

 

Uma das novidades é de o horário do expediente ser corrido, iniciando às 8 horas com o término às 14 horas. Mesa Diretora adia retorno dos serviços prestados ao público externo na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

O aumento dos casos confirmados de Covid-19 e o respectivo aumento da taxa de incidência do novo coronavírus entre os servidores e parlamentares, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa prorrogou para o dia 1º de junho o atendimento presencial à população, nas dependências do Parlamento e o regime de trabalho remoto para os servidores.

A reabertura estava programada para a próxima segunda-feira (26). Além disso, a Resolução Administrativa 30/2020 prorroga o recesso das atividades administrativas, mas mantém as atividades estritamente essenciais para o funcionamento do Parlamento.

De acordo com a resolução, o recesso pode ser prorrogado caso haja evolução das condições sanitárias.

Outra determinação apontada na resolução é de o horário do expediente ser corrido, durante a semana, iniciando às 8 horas com o término às 14 horas. A exceção é para as quartas-feiras, dia em que são realizadas as sessões plenárias. Nesse dia, o expediente começa às 8 horas e vai até as 12 horas e, à tarde, das 13 horas até as 18 horas.

As atividades realizadas em Plenário ocorrerão através do Sistema de Deliberação Remota instituído pela Resolução nº 6.719/2020, utilizando da plataforma digital (https://zoom.us/). Essa medida excepcional e destinada a viabilizar o funcionamento do Plenário durante o período da pandemia do novo coronavírus.

A resolução mantém ainda as atividades das sessões plenárias ordinárias e extraordinárias, as reuniões da Mesa Diretora, das lideranças partidárias e das Comissões Permanentes e Temporárias.

O documento restringe o acesso de deputados e servidores ao Plenário. De acordo com a resolução, será permitida a entrada do presidente da Assembleia Legislativa, que será secretariado pelos 1º e 2º secretários ou por parlamentares designados para tal incumbência e até mais um parlamentar a ser convocado. As proposições serão remetidas ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Enquanto isso o acesso às salas das comissões permanentes será exclusivamente do presidente da comissão ou o seu respectivo substituto, o consultor e os servidores responsáveis pelos sistemas de informática, áudio e vídeo, devendo os demais membros utilizarem a plataforma digital (https://zoom.us/) ou sistema equivalente.

Já os servidores que não estiverem em afastamento médico, em gozo de férias ou licenças, desempenharão suas atividades funcionais designadas pela chefia imediata em regime de trabalho “home office”, devendo permanecer durante o horário de expediente acessíveis e disponíveis.

De acordo com a resolução, apenas dois servidores terão acesso a cada um dos 23 gabinetes. Já nos gabinetes da presidência, da secretaria de Serviços Legislativos, da secretaria Parlamentar da Mesa Diretora, dos núcleos de Comissões Permanentes e da coordenadoria de Segurança Militar, serão autorizados o ingresso de servidores em  quantidade essencial para o efetivo desempenho das atividades.

O documento restringe ainda o acesso de servidores nas secretarias administrativas e na  Procuradoria. Nesses setores serão permitidas as entradas do secretário e procurador, respectivamente, e até dois servidores.

Nas Superintendências de Contratos, Convênios e Correlatos, e na de Licitação serão permitidos o acesso dos superintendentes e de até três servidores. Na gerência de Manutenção e Serviços Gerais será permitido o acesso do gerente e de até quatro servidores.

Na supervisão de Saúde e Qualidade de Vida será permitido o acesso do supervisor e de até dois servidores. TV Assembleia será facultado o acesso de até quatro servidores por turno. Já na Rádio FM 89,5 será permitida a entrada de até dois servidores por turno.

Nos postos de atendimento bancário, Banco do Brasil e o Sicoob, ficam permitidos o acesso de até dois servidores por instituição. Os servidores que acessarem as a dependências da Assembleia Legislativa deverão seguir todas as exigências sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde.

Outa determinação da resolução é de os secretários, responsáveis pelos referidos setores, remeterem à Coordenadoria Militar a relação nominal única dos servidores, indicando as atividades essenciais a serem executadas. O acesso será submetido à autorização formal da secretaria de Administração de Patrimônio.

No período de pandemia, a resolução suspende a realização de obras, reformas e manutenção necessárias, nas dependências do Parlamento durante o período de pandemia da Covid-19. Cabe a Secretaria de Administração e Patrimônio adotar as medidas necessárias para evitar a propagação interna da doença.

A secretaria deve intensificar a limpeza e desinfecção de superfícies nas dependências da Assembleia Legislativa, especialmente, banheiros, elevadores, corrimões e maçanetas, O setor deve adotar medidas que visam renovar a circulação de ar e da abertura periódica das janelas em locais com uso de ar condicionado.

Serviços à disposição do cidadão

Nesse período, os serviços que ficam suspensos até o dia 31/05 são os ofertados pelo Espaço Cidadania e o Instituto Memória do Poder Legislativo. No espaço cidadania, além da confecção da 1ª e 2ª vias da carteira de identidade, mais conhecida como RG, o cidadão tem a sua disposição serviços do Procon, onde  pode ser orientado ou ainda abrir uma reclamação sobre prestações de serviços.

Na Assembleia Legislativa, o cidadão tem ainda os serviços da Defensoria Pública. Nesse local, ele pode pedir a isenção da taxa de emissão de 2ª via de RG e ainda solicitar a emissão de antecedentes criminais. Já no Instituto Memória do Poder Legislativo, o cidadão pode fazer pesquisas sobre o processo politico do Legislativo mato-grossense.

A resolução mantém suspensas as atividades executadas pela Assembleia Social – sob a responsabilidade da Escola do Legislativo e, ainda, as visitas guiadas pelo programa Por Dentro do Parlamento.

Teatro 

O prazo anterior para a reabertura às atividades no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros – que era o dia 11/05 – com a nova resolução a reabertura fica definida para depois do dia 10 de junho.

Servidores da AL 

O atendimento presencial para servidores aposentados e pensionistas pode ser realizado por agendamento prévio através do e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone: 3313-6363. (Fonte: Secretaria de Comunicação Social)

 

 

As pessoas em situação de rua que estão abrigadas no “Hotel Albergue” receberam a visita da equipe do Consultório na Rua onde foram realizadas 17 consultas médicas e 25 acolhimento

A primeira-dama Márcia Pinheiro coloca novamente Cuiabá como referência nacional com o destaque em jornais e sites Brasil afora noticiando o sucesso do projeto Hotel Albergue, lançado pela Prefeitura de Cuiabá em conjunto com a iniciativa do Núcleo de Apoio à Primeira-Dama. O programa consiste em disponibilizar quartos de hotel para acolher pessoas em situação de rua para proteger esse público vulnerável da contaminação da covid-19. São 150 vagas disponíveis sendo 77 ocupadas atualmente, o projeto foi espelhado nas ações realizadas em países de primeiro mundo como EUA e Reino Unido.

As pessoas em situação de rua que estão abrigadas no “Hotel Albergue” receberam no último dia 18, a visita da equipe do Consultório na Rua onde foram realizadas 17 consultas médicas e 25 acolhimentos.

“Esta é mais uma ação em parceria com a Secretaria de Assistência Social em prol das pessoas em situação de rua. Temos realizado muitas abordagens pela cidade, porque sabemos da importância em não deixar ninguém sem amparo, muito menos nesse momento de enfrentamento a pandemia”, comentou a idealizadora de mais essa importante iniciativa, primeira-dama Márcia Pinheiro.

De acordo com a coordenadora e assistente social da equipe Consultório na Rua, Vera Lúcia Ferreira da Silva, os acolhidos foram bem receptivos com a chegada da equipe. Segundo ela, a maior dificuldade apontada por eles é a abstinência pela ausência do álcool e de outras drogas. “Por isso a importância da nossa presença nesse momento. Sabemos que superar um vício não é fácil, muito menos fazer isso sozinho e sem a ajuda profissional. A nossa equipe está capacitada e pronta para atender esse público. Queremos que eles se sintam cada vez mais acolhidos aqui no Hotel Albergue”, frisou a coordenadora.

A visita irá ocorrer duas vezes por semana, de acordo com a disponibilidade e o cronograma de trabalho da equipe do Consultório na Rua. “Estamos dispostos a ajudar e contribuir nesse momento de enfrentamento ao novo Coronavírus”, reforçou.

Além dos atendimentos médicos, uma vez por semana, os acolhidos no Hotel Albergue receberão serviços de cortes de cabelo. “Além de oferecer o acolhimento, com quartos adequados, devidamente higienizados, quatro refeições diárias, oferecer um momento solidário como esse para essas pessoas que estão por muito tempo desamparadas e que foram abandonadas por seu familiares. Quero aqui registrar o meu agradecimento a nossa grande parceira, a Galvan Cabebeleleiros, que está sempre disposta a colaborar e contribuir com os nossos trabalhos voltados para o bem estar da sociedade”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.

Na oportunidade, a secretária informa que, os trabalhos de abordagem continuam, sendo esse um serviço de rotina realizado pela Secretaria.

No entanto, faz-se importante ressaltar que, a realização dessas ações de acolhimento emergencial são para sensibilizar o maior número de pessoas em situação de rua na nossa Capital e ainda reforçar sobre a importância do isolamento social nesse momento de enfrentamento ao novo coronavírus.

As pessoas que estão sendo acolhidas no “Hotel Albergue” são aquelas pessoas que já estão há algum tempo em lugares de grande concentração desse público, como o Morro da Luz, Praça do Porto, Rodoviária e Beco do Candeeiro.

 

A nova rotina de estudos e o desafio de manter os alunos motivados

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seguem abertas até às 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio. Já a nova data das provas (impressa e digital) será através  de enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho.

Segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a edição deste ano já alcançou quase quatro milhões de inscritos. Com a suspensão das aulas nas escolas, provocada pela pandemia do novo coronavírus, uma nova rotina de estudos tem marcado a vida dos alunos.

A estudante cuiabana Gabriela Zanetti, de 17 anos, criou um planejamento de estudos e cumpre à risca desde o início da pandemia. De acordo com ela, a leitura e a resolução de exercícios seguem de segunda a sábado, com horário marcado, além das aulas virtuais, oferecidas pelo Colégio Salesiano São Gonçalo, onde estuda. “Além dos meus estudos, o que está realmente fazendo a diferença, são as aulas on-line, claro que falta aquele calor humano, mas não tem problema, porque entendemos a situação. Todos os dias da semana temos cinco horários e no sábado temos simulado”, explica a adolescente.

Segundo o professor José Francisco Ourives, coordenador pedagógico do ensino médio do Colégio Salesiano São Gonçalo, a escola tem orientado os alunos a seguirem firmes na preparação. A instituição criou um estúdio dentro da sala de aula, onde o professor realiza a aula ao vivo e o aluno acompanha de casa. “Temos um sistema que mensura a frequência e participação do estudante, nesse ambiente digital”, pontua Ourives. 

Além das aulas ao vivo durante a manhã, a tarde os alunos realizam tarefas e atividades com o acompanhamento virtual dos professores que trabalham on-line, todos os dias com os plantões tira-dúvidas. “Já aplicamos até simulado de forma virtual e a adesão foi mais de 95% dos estudantes que estão entendendo a questão da pandemia e buscam se esforçar para aprender em casa, se preparando assim para o Enem”, diz o coordenador.

"As aulas virtuais, com certeza foi a melhor saída, pois não podemos deixar de nos preparar para o Enem por estarmos em quarentena", destaca o estudante Pedro Stuhler, de 16 anos, aluno também do Colégio Salesiano São Gonçalo.

Para os estudantes da educação infantil e do ensino fundamental, a escola também segue com as aulas virtuais. O colégio também disponibiliza vídeos e atividades por meio do sistema Estuda.com e atividades e aulas complementares virtuais pelo Sistema Poliedro e recursos do Rede Salesiana de Escolas, todos com positiva referência nacional. “Nosso desafio é manter os alunos motivados. Sinto que estamos cumprindo nosso papel, cumprindo nossa missão, oferecendo conteúdo, ferramentas, método e o acompanhamento diário junto aos pais, professores e estudantes”, afirma o diretor da escola, padre Hermenegildo Conceição. 

 

Página 131 de 157