Blog da Condessa

Blog da Condessa

Cuiabá inicia aplicação da dose de reforço contra a covid-19 em idosos acima de 85 anos e imunossuprimidos e abre cadastro para adolescentes de 12 a 17 anos.

A partir da próxima segunda-feira (27), será iniciada a aplicação da dose de reforço da vacina contra a covid-19 nos idosos a partir de 85 anos que já haviam concluído o esquema vacinal há pelo menos 6 meses e da dose adicional em pessoas imunossuprimidas que encerraram o ciclo vacinal há pelo menos 28 dias, em Cuiabá. O anúncio foi feito pelo prefeito Emanuel Pinheiro nesta quinta-feira (23), após o Ministério de Saúde enviar doses para esse fim. “Em respeito aos nossos idosos, essa vacinação vai ser descentralizada, tanto nos polos centrais como nos polos distribuídos em cada região da cidade”, disse o gestor. Atualmente, Cuiabá conta com 5 polos centrais e 14 unidades básicas de saúde que oferecem a vacina contra a covid-19.

Além disso, o prefeito anunciou outras duas medidas que visam acelerar o processo de imunização coletiva dos cuiabanos contra o coronavírus. “Também estou autorizando a abertura dos cadastros para os adolescentes de 12 a 17 anos. E ainda uma ótima notícia para facilitar a vida das pessoas: a vacinação da segunda dose nas 14 unidades básicas de saúde que oferecem esse serviço será das 8h às 17h. Dessa forma, vamos avançando na guerra contra a covid-19”, afirmou Pinheiro. 

 Dose de reforço

 Após reunião com a coordenação da campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, o prefeito decidiu que para receber a dose de reforço, a partir de segunda-feira (27), o idoso a partir de 85 anos precisará apenas conferir a caderneta de vacinação e, se já tiver tomado a segunda dose há pelo menos 6 meses, poderá se dirigir a qualquer ponto de vacinação, munido da caderneta e documento oficial com foto para receber sua dose de reforço. 

O mesmo procedimento deverá ser adotado pelos imunossuprimidos, com exceção do prazo (que é de pelo menos 28 dias após a conclusão do esquema vacinal) e da documentação, pois também será exigido o laudo médico, receita ou prontuário que comprove que faz parte do grupo de imunossuprimidos.

Outra exceção ocorre no caso dos pacientes que fazem hemodiálise. Como eles foram vacinados nas clínicas onde já fazem tratamento, isso vai continuar na nova fase da campanha de vacinação.

Importante salientar que nem todas as pessoas com comorbidades receberão a dose adicional, mas somente as pessoas imunossuprimidas. 

Os casos contemplados são:

- Imunodeficiência primária grave

- Quimioterapia para câncer

- Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras

- Pessoas vivendo com HIV/AIDS

- Uso de corticoides em doses acima igual ou acima de 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por pelo menos 14 dias

- Uso de drogas modificadoras da resposta imune

- Auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias

- Pacientes em hemodiálise

- Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas

 Confira detalhes técnicos e quais são as drogas modificadoras da resposta imune na Nota Técnica em anexo ao final da matéria

 Cadastro dos adolescentes

 O prefeito Emanuel Pinheiro autorizou a abertura do cadastro para vacinação com a vacina Pfizer de todos adolescentes de 12 a 17 anos de idade, porém, seguindo a ordem de prioridade definida pelo Ministério da Saúde. Dessa forma, a vacinação desse público deve começar pelas adolescentes grávidas, puérperas e lactantes, adolescentes com deficiência permanente e com comorbidades. Em seguida, a prioridade deve ser dos jovens de 12 a 17 anos privados de liberdade. A lista de comorbidades está definida no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

Já a vacinação dos adolescentes sem comorbidades deve iniciar somente quando estiver conclusa a imunização dos grupos prioritários e dos que precisam da dose de reforço. 

 Ampliação do horário nas unidades básicas

 Também a partir de segunda-feira (27), a segunda dose da vacina contra a covid-19 estará disponível em tempo integral (das 8h às 17h) nas 14 unidades básicas de saúde que oferecem esse serviço. São elas: 

 Região Norte

 UBS Ilza Terezinha Picolli Pagot

UBS Jardim União/Jardim Florianópolis

UBS Três Barras 

Clínica da Família (CPA 1)

 Região Sul

 UBS Tijucal

UBS Pedra 90 V e VI

UBS Parque Ohara 

UBS Jockey Clube

 Região Leste

 UBS Terra Nova

UBS Pedregal 

UBS Dr. Fábio

 Região Oeste

 UBS Novo Colorado

UBS Santa Amália 

UBS Novo Terceiro

 Para tomar a segunda dose, continua sendo necessário consultar o cadastro no site cadastro.vacinacuiaba.com.br e imprimir o comprovante de agendamento (QR code), que indica o horário e a unidade em que a pessoa foi agendada. No ato da vacinação, é preciso levar o QR code impresso, documento oficial com foto e a caderneta de vacinação recebida na primeira dose. Caso a pessoa tenha perdido a caderneta, que tem valor de documento, é preciso apresentar um boletim de ocorrência.

O horário de encerramento da vacinação é 17h, com isso, o último horário de agendamento ocorre às 16h.

 

 

Sexta, 24 Setembro 2021 05:00

“Patrulha Canina” em Cuiabá

Atração das telinhas vem com estações temáticas inspiradas nos personagens do desenho em Shopping da capital.

Desde o último dia 18, o Shopping Estação Cuiabá conta com uma atração para agitar a criançada. Um espaço com a temática completa do famoso desenho Patrulha Canina traz brincadeiras e desafios divididos em quatro estações para a faixa etária de 3 a 12 anos.

Nos episódios de Patrulha Canina, exibidos pelo canal Nickelodeon, Ryder é um garoto que lidera os filhotes Marshall, Skye, Chase, Rubble, Rocky e Zuma para que, juntos, realizem missões de resgate que exploram temas como cidadania, coragem e convivência.

Logo no acesso ao evento, as crianças encontram a Torre de Controle, parada obrigatória para uma foto especial. Para quem é bom de mira, as habilidades poderão ser testadas no Acerte o Alvo e Pinball, atividades que acontecem nos carrinhos do Chase e Rubble. E tem ainda os desafios do Marshall, que convidará os pequenos para se aventurarem em uma simulação de combate a incêndio com um compressor de ar, e da Skye, que propõe uma divertida brincadeira com bolinhas flutuantes.

“Desenhos sempre mexem com o imaginário infantil e até mesmo dos adultos. Além de ser divertido, a Patrulha Canina traz temas relevantes e importantes. Tenho certeza que esta será mais uma atração que as crianças vão adorar”, diz Laíza Carvalho, gerente de marketing do Shopping Estação Cuiabá. 

Os ingressos poderão ser adquiridos no local do evento, pelo valor de R$ 25,00, para 20 minutos de permanência (tempo mínimo) + R$ 1,00 a cada 1 minuto adicional (após os 20 minutos).

 O evento segue todos os protocolos indicados pelas autoridades sanitárias: uso obrigatório de máscara, disponibilização de álcool 70%, limpeza frequente dos equipamentos, distanciamento social.

 Evento Patrulha Canina

Período: 18 de setembro a 31 de outubro de 2021

Horário: De segunda a sábado, das 10h às 22h | Domingos e feriados das 12h às 20h

Capacidade: 08 crianças por turma - o circuito completo tem duração média de 20 minutos

Local: Praça de Eventos – Piso L1

Classificação indicativa: crianças de 3 a 12 anos

Valores: 20 minutos por R$ 25,00 (tempo mínimo) + R$ 1,00 a cada 1 minuto adicional (após os 20 min.)

 

 

Órgão capacita agentes para ampliar oferta de crédito e apoio aos pequenos e médios empresários.

Trinta e dois colaboradores de prefeituras do interior do Estado e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDLs), participaram do treinamento on-line realizado no último dia 22, promovido pela Agência de Fomento de Mato Grosso – Desenvolve MT. A parceria é fruto do termo de cooperação entre prefeituras, entidades e a agência de fomento.

O treinamento faz parte da estratégia de expansão da rede de agentes de crédito e correspondentes para levar as linhas de crédito aos empresários de Mato Grosso com atendimento presencial em todo o Estado.

Em 2020, os municípios do interior atingiram um índice alto de recursos repassados aos empreendedores. Mais de R$6 milhões em crédito foram concedidos para os municípios.

 Os agentes de crédito e correspondentes capacitados são parceiros da Desenvolve MT que irão atuar nas respectivas entidades, na oferta de crédito e apoio aos associados e empresas que atuam nos segmentos representados da indústria, do comércio, setor de serviços.

“A parceria é uma forma de ficar mais próximo dos municípios, esperamos que os agentes tragam as demandas, e que possamos atender cada vez mais os empreendedores do interior, enfatiza Jaqueline Cozovenco, gerente de investimento e projetos da Desenvolve MT.

O treinamento ministrado pela agente de fomento, Mary Milena Taki, com duração de uma hora e meia por meio de plataforma de ensino on-line. Durante a aula, os participantes conheceram as linhas de crédito bem como o todo o processo de preenchimento de cadastro e documentos e puderam tirar as dúvidas.

Conheceram também o sistema da plataforma online, local onde é solicitado o crédito e inserido os documentos do empreendedor para análise.

A plataforma online é um produto que foi desenvolvido para trazer agilidade no processo de contratação do crédito, permitindo que todos os municípios de Mato Grosso possam ter acesso sem precisa se deslocar.

Cada correspondente é treinando para dar suporte em todo o processo de solicitação de crédito facilitando assim o encaminhamento das propostas de crédito para a Desenvolve MT.

Para Leide Katayama, representante da CDL de Chapada dos Guimarães, participante do treinamento, a plataforma digital facilitou o entendimento e agiliza o processo da tomada de crédito. “Queremos dar apoio ao empresário local, com o intuito de auxiliar e orientar sobre os documentos, uma das grandes dificuldades que eles encontram, a CDL quer acompanhar a tomada de crédito, conta.

 

Quinta, 23 Setembro 2021 11:15

“Seja Luz”

Com mural, Eduardo Kobra instiga a repensar valores e fazer a diferença.

Kobra terminou em São Paulo o mural “Seja Luz”, mais uma obra com o tema da pandemia do Covid-19. O artista pintou “O Pensador”, de Auguste Rodin (1840 a 1917), dentro de uma lâmpada.

 Segundo o artista, esse trágico momento de pandemia deve levar a humanidade a repensar valores. “Cada um precisa refletir sobre que tipo de entrega e atitude deve ter para ser luz na escuridão”, diz o muralista. “Acima de tudo é preciso ser luz na vida de alguém e fazer a diferença. É fundamental, mais que só ficar nas palavras e nas Redes Sociais, ouvir o outro, pensar no outro e fazer o bem”, afirma.

O artista urbano Eduardo Kobra terminou em São Paulo o mural “Seja Luz”, mais uma obra com o tema da pandemia do Covid-19. O mural de 30 metros de altura por sete metros de largura fica na rua Oscar Freire, nos Jardins. Pintado com esmalte, látex acrílico e spray, demorou cerca de duas semanas para ser realizado.

Link com os vídeos do mural "Seja Luz", de Eduardo Kobra - https://we.tl/t-AbbnOJURX9

(Divulgação: Airton Gontow)

Situação econômica dos municípios e proposta de políticas públicas que beneficiem a população foram temas discutidos em reunião entre Kalil e Juca do Guaraná Filho.

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB), esteve no gabinete do prefeito de Várzea Grande (VG), Kalil Barakat (MDB), na tarde do último dia 21, para dialogar sobre pautas em comum entre as duas cidades. Durante a reunião, os emedebistas falaram sobre a situação econômica dos municípios e políticas públicas que beneficiem a população.

O presidente da Casa de Leis disse que as cidades têm pautas em comum e que os poderes Legislativos e Executivos devem estar unidos para discutir propostas voltadas ao desenvolvimento. “Passamos por meses muitos difíceis devido à pandemia do coronavírus, agora precisamos nos unir e construir políticas públicas em prol do povo cuiabano e várzea-grandense”, ressaltou.

Kalil agradeceu a visita do presidente e destacou a importância do trabalho integrado entre as duas cidades. “A reunião foi positiva, falamos sobre a elaboração de políticas integradas para que as cidades continuem avançando”, disse.

 

Quinta, 23 Setembro 2021 05:00

A arte de Capu impressa no cotidiano

 

 

A proposta da marca criada por Ayla Picicaroli é levar a arte da artista mato-grossense, Capucine Picicaroli, até as pessoas através de uma série de produtos.

A Capu Papel & Arte é uma marca criada em homenagem a vida e a obra da artista plástica mato-grossense Capucine Picicaroli. A proprietária é a cuiabana Ayla Nara Picicaroli, filha da artista.  Segundo a marchand, a marca surgiu como forma de imortalizar o nome, a energia e o legado de Capucine. “Capu é o apelido dela e a marca foi inspirada na sua forma única de tornar tudo mais lindo, colorido, livre e vibrante. A Capu Papel & Arte também me aproxima ainda mais da minha mãe e faz meu contato com a arte e com suas obras permanente, diário, infinito”, disse.

A proposta é levar a arte da Capucine até as pessoas através de uma série de produtos. É uma marca especializada em presentes. “Esse é um trabalho que começou a ser desenvolvido quando ainda tínhamos a Galeria e a artista estava em plena atividade. Então a Capu está dando uma  continuidade ao que já era feito e acrescentando novas ideias e formatos de produtos, sempre preservando a identidade e a fidedignidade das obras dela”, observou Ayla.

São peças de papelaria fina em vários formatos e acabamentos como sketchbooks, planners e agendas. Também há artigos para casa e decoração que vão desde almofadas, cups e porta copos magnéticos à linha de aromatizadores, home spray e velas aromáticas. Destaque para as tradicionais gravuras em papel Canson e em Canvas com as obras da Capucine. “Também produzimos presentes corporativos e lembrancinhas personalizadas para ocasiões como casamentos, batizados, aniversários, nascimentos e noivados”, acrescentou.

Para Ayla, o maior legado que Capucine deixou certamente foram suas obras através das quais se mantém viva e presente. “Digo obra no sentido amplo da palavra. Não somente pelas telas de cores vibrantes e traço inconfundível, mas especialmente por tudo que ela representa para a arte, por ter levado o nome e a cultura de Mato Grosso para tantos lugares do Brasil e do Mundo e por até hoje ser referência em tudo que fez”, frisou. 

A trajetória de sua mãe a inspira diariamente.  Para ela, sua, Capucine era uma força da natureza. “Seu talento, sua luz, energia e criatividade são marcantes. Ela primava pela qualidade, zelava pelos mínimos detalhes e tudo tinha que estar impecável. E isso é mais que uma inspiração, é também uma responsabilidade que temos em manter a qualidade que ela sempre prezou”.

De acordo com Ayla, a arte tem um poder transformador em vários aspectos. Amplia o olhar humano sobre si mesmo e sobre as coisas, desvendando novas possibilidades de expressão e caminhos. “Nesse momento de pandemia, a arte, em suas mais diversas manifestações foi fundamental. Nos entreteu, alimentou, nos fez companhia e trouxe um pouco de leveza para o caos. Pessoalmente me sinto muito privilegiada por trabalhar com isso e poder levar um pouco dessa magia até as pessoas. Ver como cada peça impacta, encanta e sensibiliza os clientes é emocionante.  A arte me salva e me aproxima (se que é que tem como) ainda mais da minha mãe”, conclui.

A loja online atende via WhatsApp e redes sociais, mas também disponibiliza atendimento presencial para os presentes corporativos ou de datas especiais, bem como consultoria especializada para ambientação e produção das obras em Canvas de grandes formatos.

 

 

Quarta, 22 Setembro 2021 07:32

VG facilita acesso à imunização

Várzea Grande fará quatro ações de vacinação para todos os públicos, inclusive jovens. Kalil Baracat disse que aguarda manifestação oficial do Ministério da Saúde ao pedido de Várzea Grande para retomar vacinação para jovens de 12 a 14 anos sem comorbidades.

Quatro grandes ações de vacinação contra a COVID-19, três Corujões da Vacinação e o ‘Sextou Vacina VG’, serão desencadeadas a partir desta quarta-feira, 22, até segunda-feira dia 27 de setembro, em Várzea Grande. O objetivo é acessar o máximo de pessoas e oportunizar à população horários e locais diferentes facilitando o acesso à imunização, reforçando ainda a vacinação de jovens de 12 a 17 anos com comborbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades e que estavam pré-agendados e já confirmados, antes da decisão do Ministério da Saúde de suspender a vacinação para jovens.

“Serão quatro dias distintos com pontos fixos e de drive-thru com horários flexíveis e estendidos com o objetivo de facilitar ao máximo a vida das pessoas”, salienta o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, assinalando que a ordem do prefeito Kalil Baracat é dar continuidade, volume e vacinar o máximo de pessoas.

Nesta quarta-feira, dia 22, a vacinação será no ponto fixo do Miniestádio no bairro Jardim dos Estados, no Corujão da Vacinação das 16h às 22h, podendo se vacinar primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço ou terceira dose, para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.

Dia 23, quinta-feira será a vez da vacinação no drive-thru do Parque Berneck, das 16h às 22h, podem se vacinar aqueles agendados para primeira e segunda dose, a dose de reforço para idosos e também os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidade de 15 a 17 anos.

Dia 24, é dia do “Sextou Vacina VG”, ponto fixo no ginásio de esportes “Fiotão”. Serão 16 horas direto, das 8h à meia-noite, vacinando todos os públicos previstos no Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde e contemplando os diversos programas implementados em Várzea Grande como o Resgate Cidadão; Plantão da 2ª Dose, Corujão, Corujinha entre outros. 

“O ‘Sextou Vacina VG’ é o nosso destaque. Estamos na terceira edição dentro da campanha de vacinação contra a COVID-19, uma nova forma de oportunizar e abrir espaço para que durante o dia inteiro e até à meia noite, as pessoas possam ir vacinar e garantir a imunização que comprovadamente é eficaz. Os públicos contemplados pelos programas municipais de vacinação como o Plantão da 2ª dose; o Resgate Cidadão; Corujão, Corujinha, entre outros em que não há necessidade nem de ter cadastro, basta comprovar ter 18 anos e residir na cidade através do Cartão do SUS, além de ser uma oportunidade para os faltosos contemplam a todos os públicos. Estamos aqui de plantão recebendo de braços abertos a todos. Ainda iniciamos a vacina da população adolescente de 12 a 17 anos com comorbidades e a terceira dose dos idosos e a vacinação de jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades”, pontua Gonçalo de Barros.

Já na segunda-feira, dia 27, a vacinação será em sistema de drive-thrue fixo na Clínica do UNIVAG, das 16h às 22h. Também vacinando primeira e segunda dose agendadas, a dose de reforço para idosos e os adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos e sem comorbidades de 15 a 17 anos.  

“No ‘Sextou Vacina VG’ pessoas acima de 18 anos que não conseguiram fazer o cadastro no site, nós fazemos os cadastros, atualizamos o cartão do SUS e vacinamos. Para isso é necessário trazer documentos pessoais com foto, cartão do SUS e um comprovante de endereço”, lembrou o secretário, frisando que a decisão de manter a vacinação para jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades é uma decisão de respeito para com aqueles que se cadastraram e desejam vacinas. “Aguardamos a manifestação oficial do Ministério da Saúde para retomarmos a vacinação dos jovens de 12 a 14 anos, que é uma decisão sensata, ainda mais quando a maioria dos países já analisam vacinar crianças de 5 anos acima”, disse Gonçalo Barros.

Além do lançamento do livro “O baú iconográfico de João Sebastião", a autora, Aline Figueiredo, oferecerá uma palestra situando o artista e sua obra no contexto da arte mato-grossense e brasileira.

A animadora cultural e crítica de arte Aline Figueiredo lança nesta quarta-feira (22.09), às 19h no Sesc Arsenal, livro sobre a contribuição de João Sebastião para as artes visuais no Brasil. Além do lançamento da publicação, intitulada “O baú iconográfico de João Sebastião", a autora oferecerá uma palestra situando o artista e sua obra no contexto da arte mato-grossense e brasileira. A palestra será transmitida pelo Instagram

“Foram muitas as dificuldades para a publicação do livro. Sem auxílio do artista, levantar informações sobre todas as fases de sua obra e localizá-las junto aos seus proprietários foi um capítulo à parte. Por ser uma publicação de arte, a obra requer design gráfico diferenciado, boa produção fotográfica, papel de qualidade, provas de cor, impressão e acabamentos de excelência. Todos os custos são altos e os projetos culturais não disponibilizam recursos suficientes para uma produção desse nível”, explica a editora Maria Teresa Carrión Carracedo, da Entrelinhas.

A homenagem póstuma a João Sebastião como Mestre da Cultura Mato-grossense foi viabilizada em projeto proposto por Aline para a Secretaria de Estado de Cultura Esporte e Lazer de Mato Grosso por meio do edital da Lei Aldir Blanc, contando ainda com a parceria da Entrelinhas Editora.

Aline Figueiredo, que conviveu com João Sebastião desde a década de 1970, adianta: “A pintura de João Sebastião tem a chave de um baú iconográfico a transitar entre o popular e o erudito com uma plástica ao mesmo tempo bruta e sofisticada. Um forte sentimento antropológico recende da obra e reacende a sensibilidade da cultura popular e erudita de brasilidade. João Sebastião pinta tudo junto”.

O livro estava com os textos prontos e imagens selecionadas quando surgiu a oportunidade de Aline Figueiredo apresentar o projeto. "Na sua retina pagã o sagrado e o profano se confundem. No sincretismo religioso da sua pintura estão as festas de santos e seus reis festeiros; as bandeirolas de São João, o Batista; São Sebastião, amarrado e lancetado em troncos de árvores que atestam as ações das motosserras; São Francisco, o protetor dos animais, entre onças, tatus, cobras e lagartos. E sobra também para São Gonçalo, o santo violeiro e casamenteiro das velhas, inclusive faz referências à cerâmica da comunidade de São Gonçalo Beira Rio, berço da história mato-grossense onde a ata de fundação de Cuiabá fora assinada”, revela Aline. 

“O baú iconográfico de João Sebastião” teve a elaboração e coordenação geral de Willian Gama e produção executiva de Amanda Gama, André Balbino Ferreira como o assistente da autora na elaboração do livro, que contou com a assessoria jurídica de Murillo Espínola e Willian Gama. As fotografias das obras e do artista foram realizadas por Aline Figueiredo, Anderson Ortiz, Protásio de Moraes, Ricardo Carracedo e Wers Gravaluz.

Serviço

A palestra contará com transmissão ao vivo via “instagram” onde estará disponível por 30 (trinta) dias após o lançamento pela página @culturaenatureza.

link: https://instagram.com/cultura.e.natureza?utm_medium=copy_link.

O que: Lançamento do livro “João Sebastião: Baú iconográfico”, de Aline Figueiredo, pela Entrelinhas Editora, e palestra da autora situando a obra do artista no contexto da arte mato-grossense e brasileira

Onde e quando: No dia 22 de setembro, a partir das 19 horas, no Teatro do Sesc Arsenal, bairro do Porto, em Cuiabá

Willian Gama: (65) 999219022.

Editora Entrelinhas: (65) 98404 2697.

 

Vereador Juca do Guaraná Filho disse que vai encaminhar um ofício a Assembleia para que a homenagem a Vicente Vuolo seja mantida.

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB), defendeu que o nome da ferrovia, que será construída no estado, seja em homenagem ao ex-senador Vicente Vuolo.

Na sessão ordinária do último dia 21, Juca enfatizou a luta de Vicente Vuolo para construção do modal no Estado e comentou que ficou descontente com as notícias de que a ferrovia teria outro nome.

"Eu fiquei muito feliz com o lançamento dessa ferrovia estadual e ao mesmo tempo fiquei um pouco frustrado. Respeito a biografia do ex-rei da soja, Olacyr de Moraes. Foi um grande empresário, mas a biografia do ex-senador Vicente Vuolo precisa ser preservada", disse.

"Desde criança eu ouço falar de ferrovia, ouvia falar de Vicente Vuolo que tem uma trajetória, foi um cuiabano ilustre, foi senador, ex-prefeito de Cuiabá, ex-promotor de Justiça, temos que preservar a história dos grandes homens da nossa querida Cuiabá", defendeu.

Ao final da sessão, Juca comunicou que a Mesa Diretora da Câmara que vai enviar um ofício à Assembleia Legislativa para que o nome da ferrovia seja em homenagem ao ex-senador.

"Faço um pedido para a Assembleia Legislativa preservar a história dos nossos mato-grossenses, dos nossos cuiabanos ilustres, que não deixe isso acontecer. Vamos homenagear Vicente Emílio Vuolo, que é o grande pai da ferrovia de Mato Grosso", disse.

"Não se fala em ferrovia, sem falar em Vicente Vuolo", enfatizou.

 

Quarta, 22 Setembro 2021 05:00

A pujança do cooperativismo em Mato Grosso

 20% da população mato-grossenses é impactada diretamente pelas cooperativas.  Nos últimos 10 anos, o número de cooperados e funcionários aumentou 202% em todo o Estado, passando de 228.132 para 689.534

 Dos 3.526.220 habitantes de Mato Grosso, 685.534 têm relação direta com o cooperativismo, seja na posição de funcionário ou cooperado. O número agrupa empreendimentos em todos os setores e representa quase 20% da população total do Estado, segundo os dados do Sistema Organização das Cooperativas Brasileiras de Mato Grosso – Sistema OCB/MT.

Ainda de acordo com a estatística, o crescimento dessa fatia da população tem se mostrado gradual ao longo dos anos. Nos últimos dez anos, o crescimento chegou a 202%, já que o número era de 228.132 pessoas em 2010. Significa que na última década, 457.402 passaram a integrar o sistema.

Para o superintendente da OCB/MT, Frederico Azevedo, as projeções de crescimento continuam favoráveis. Em alguns setores, o cooperativismo já é forte e presente em Mato Grosso, como é o caso das cooperativas de Agropecuárias e de Crédito. Porém, em outras esferas, como a de Trabalho, por exemplo, há muito o que se explorar.

Somente entre os anos de 2019 e 2020, o número de cooperativas aumentou 10%, passando de 147 para 162. Entre os setores que mais apresentaram avanços no quesito ampliação das unidades está o Agropecuário (7) - que já é uma aptidão econômica do estado -, além de Saúde (3) e Trabalho (2).

Contudo, apesar da pujança, Azevedo diz que é preciso ter atenção porque, mais do que o aumento do número de cooperativas, o objetivo da OCB/MT é construir negócios sólidos e que tragam o renascimento e fortalecimento das economias locais, bem como o resultado para o cooperado.

Dentro deste contexto, ele lembra que, em alguns casos, mais compensa fortalecer uma cooperativa instalada do que criar outra ou até mesmo unir esforços e compartilhar conhecimento para melhorar a qualidade produtiva e por consequência os ganhos.

“Temos que ter uma rede que faça sentido. Então, por esse motivo, oferecemos ajuda para a montagem e desenvolvimento de projetos com informações essenciais para um empreendimento como produção local, população, consumo e logística”, explica o superintendente.

Motivos do crescimento

 Na avaliação do vice-presidente da OCB/MT, João Carlos Spenthof, os avanços são resultado do próprio trabalho das cooperativas, que mostraram solidez e credibilidade.

“Acredito que a expansão aconteceu por conta do conhecimento da atuação das cooperativas (por parte da população) na prática, pelos negócios realizados e pelas mudanças que o próprio cooperativismo passou nos últimos 20 anos”, argumenta Spenthof.

O vice-presidente conta que “desde 2012 a governança está profissionalizando e existe uma partilha nos espaços entre os conselheiros eleitos, os profissionais e executivos de mercado contratados. O regime de governança foi uma das exigências a princípio do Banco Central sobre as cooperativas de crédito, mas logo se expandiu para as cooperativas de outros setores, como o ramo Agropecuário”.

Paralelo às mudanças na forma de gestão, foram agregadas as vantagens oferecidas pelas cooperativas que transformavam o produto local mais competitivo, ressalta Spenthof. Ele lembra que, como as cooperativas não geram lucro, as empresas atravessadoras e intermediárias que atuavam na compra de insumos e venda da produção tornaram-se desinteressantes ao produtor.

“O que o cooperado deixou de perder nas transações passou a ser distribuído na própria cidade, fazendo girar a economia local”, concluiu.

Um exemplo visível disso, explica Spenthof, está nas cooperativas de crédito. Elas abriram unidades onde os bancos deixaram de atender e, assim, passaram a oxigenar o comércio local apenas com o recebimento dos aposentados, por exemplo.

“Como eles tinham que se deslocar, deixavam parte do dinheiro na cidade onde faziam o saque. Um recurso que saía da cidade. Da mesma forma entra o R$ 1 por saca, por exemplo, do produtor que conseguiu vender melhor o seu produto no mercado ou que economizou, por meio das cooperativas, para compra de insumos”, finaliza.

Segundo o superintendente, uma das ações que tem se mostrado profícua é o trabalho de orientação dos entes públicos, entre prefeituras e Estado, na participação das cooperativas de Trabalho nas concorrências públicas.

“Havia um equívoco de algumas gestões com relação aos editais. Muitas proibiam as cooperativas de participar por conta de um entendimento equivocado da legislação. A lei estabelece que as cooperativas não podem participar apenas nas relações de subordinação direta ou ser empregada. Nas demais, desde que ofereça o melhor preço, tem que participar e deve”, esclarece Azevedo.

Além deste exemplo, segundo o superintendente, existem outras situações em que as divergências ocorrem e podem ser sanadas a partir de uma ação institucional, como questões ligadas à tributação e implantação de políticas públicas.

Outra entidade vinculada o sistema é o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Mato Grosso (Sescoop/MT), responsável por auxiliar as cooperativas no dia a dia, no que diz respeito à regularização documental, organização e desenvolvimento dos empreendimentos nos requisitos gestão financeira, balanços, resultados e transparência dos processos.

A terceira é a Faculdade de Cooperativismo (I.Coop) que tem vários cursos de formação de profissionais para atuar no cooperativismo, desde mestrados em Gestão e Direito para o Cooperativismo a cursos técnicos na área.

Página 8 de 166